Curiosidades

Como surgiu o chocolate?

0

Muitas pessoas são amantes de chocolates, sendo esse um dos doces mais populares do mundo. Com mais de 4.000 anos de história, sua origem vem da Mesoamérica antiga, o atual México. Neste local foram encontradas as primeiras plantas de cacau.

Acredita-se que os primeiros a transformar a planta do cacau em chocolate foram os Olmecas, uma das primeiras civilizações da América Latina. Para eles, beber chocolate era importante em rituais, além de o utilizarem como remédio.

Séculos depois, os Maias chamaram o chocolate de bebida dos deuses. A bebida era venerada, para fazer o chocolate utilizavam sementes de cacau torradas e moídas misturadas com malaguetas, água e milho. A bebida começou a ser chamada de “xocolatl”, que significa “água amarga”.

Enquanto isso, no século XV, os Astecas utilizavam os grãos de cacau como moeda de troca. Nesta época, o chocolate era um presente do deus Quetzalcoatl. A bebida era conhecida como refrescante e afrodisíaca, muitas vezes eles tomavam para se prepararem para a guerra.

Chegada à Espanha

Mundo de Marketing

Apesar de não se ter uma data exata de quando o chocolate chegou à Espanha, existe uma lenda que diz que o explorador Hernán Cortés trouxe o alimento para sua terra em 1528. Cortés teria descoberto o chocolate durante uma expedição às Américas. Enquanto buscava ouro e riquezas, ele teria encontrado uma chávena de cacau, que teria sido oferecida pelo imperador Asteca.

Ao voltar para a Espanha, Cortés introduziu as sementes no país. Mesmo ainda sendo servido como bebida, na Espanha ele foi misturado com açúcar e mel, com o intuito de adoçar o sabor amargo.

O alimento logo se tornou popular entre ricos e pobres. Até mesmo os monges católicos aprovaram a bebida e a utilizavam para ajudar nas práticas religiosas. Porém, os espanhóis mantiveram o chocolate como segredo por décadas. Demorou quase um século até ele chegar à França e ao resto do continente.

Popularização do chocolate 

Vanille Café Colonial

O chocolate chegou à França em 1615, quando o rei francês Luís XIII casou-se com Ana de Áustria, filha do rei espanhol Filipe III. Para comemorar a relação, eles levaram amostras de chocolate e presentearam a corte francesa.

Após isso, o chocolate logo chegou à Grã-Bretanha, e logo criaram as casas de chocolate. Com a popularidade na Europa, muitos outros países começaram a plantar cacau, como o Equador.

Nesta época, o chocolate já era extremamente popular, no entanto, por ser produzido à mão, era um processo lento. Só que isso foi facilitado com a revolução industrial.

A revolução do chocolate ocorreu em 1828, com a invenção da máquina de prensar. Esse artefato possibilitou espremer a manteiga de cacau dos grãos torrados, com isso o cacau se transformava em um pó fino.

Depois disso, o pó foi misturado com líquidos e colocado num molde. Desse modo, criou-se a barra de chocolate.

Benefícios do cacau

Governo do Estado do Ceará

Os grãos de cacau possuem alcalóides, como a teobromina, com propriedades energizantes e, em menor grau, cafeína. Além disso, o cacau possui antioxidante, que pode ter efeito antidepressivo devido à presença de serotonina, uma substância que ajuda a regular o humor. O cacau também contém flavonoides, que afetam os níveis de colesterol e beneficiam a saúde cardiovascular.

Produção de cacau Brasil

A árvore cacaueira, que produz o cacau, é uma planta de clima tropical que encontrou no Brasil um local ideal para a sua plantação. Entre as melhores regiões estão o Espírito Santo e o sul da Bahia, em Ilhéus. Por isso, o Brasil é o maior produtor de chocolate da América Latina e também um dos maiores do mundo, junto com a Costa do Marfim, Gana e Equador.

Tipos de chocolate

Nova Safra

Meio amargo: esse tipo deve conter, no mínimo, 40% do seu peso total em pasta de cacau. A quantidade adicionada deve ser relativa ao produto final. Para o chocolate amargo, a porcentagem da pasta de cacau pode chegar de 85% a 90%.

Ao leite: o chocolate deve ter no mínimo 25% de cacau. Ele foi produzido pela primeira vez na Suíça, no fim do século XIX. Este é o tipo de chocolate mais vendido no mundo, mas possui mais gorduras e açúcares em comparação ao amargo. Isso se dá devido à adição da manteiga de cacau.

Chocolate branco: Apesar do nome, nessa mistura é utilizado apenas a manteiga de cacau com açúcar de baunilha e leite.

Fonte: Magnum, Infoescola, Divine Chocolateria

História da Rua 25 de Março

Artigo anterior

Evento de Carrington: conheça a tempestade solar

Próximo artigo