Entretenimento

Confira as principais polêmicas entre Kim kardashian e Kanye West

0

Kanye West e Kim Kardashian eram considerados como meta de relacionamento para várias pessoas. Eles começaram a namorar em 2011 e pareciam muito apaixonados. O rapper chegou a dizer diversas vezes que a estrela de reality era a garota dos seus sonhos e que se interessou por ela assim que se conheceram. Depois de anos, e uma amizade de uma década, eles se tornaram um casal.

O relacionamento se tornou público em 2012, enquanto Kim estava se separando de Kris Humphries. Anos depois, em 2014, após uma proposta extravagante e um anel milionário, eles se casaram em Florença, na Itália, e atualmente são pais de quatro filhos. No entanto, em 2016 o casamento começou a enfraquecer, após West apoiar Donald Trump e fazer um discurso sobre a escravidão ser uma escolha. Após isso, surgiram vários boatos de divórcio e a separação foi confirmada em 2020.

A seguir, você pode conferir as principais polêmicas entre o casal.

As opiniões políticas de Kanye

Foto: Seth Wenig / AP

No dia 18 de novembro de 2016, Kanye West apoiou publicamente a candidatura do candidato Donald Trump. Porém, pareceu não agradar Kim o marido ter dito para os fãs, durante um show de sua turnê em Saint Pablo, que apesar de não ter votado, se tivesse feito seria para o candidato republicano. Por outro lado, Kardashian apoiava a candidata democrata Hillary Clinton.

Anos depois, em 25 de abril de 2018, Kanye postou uma foto sua com um boné autografado “Make America Great Again” em apoio ao presidente. Isso desagradou aos fãs e muitos culparam Kim e sua família por isso.

Além disso, no dia 1° de maio de 2018, Kanye teve uma fala polêmica durante um programa da TMZ, com Candace Owens. O rapper afirmou que: “Quando você ouve falar da escravidão por 400 anos. Por 400 anos ?! Isso parece uma escolha”. Isso criou grande polêmica com a mídia e a população em geral.

Também em 2018, na música “Wouldn’t leave”, o cantor falou sobre a reação da esposa com o discurso. Ele diz que Kim ligou para ele gritando: “Estamos prestes a perder tudo” e ele precisou acalmá-la porque ela não conseguia respirar.

Além disso, Kim tentou defender as opiniões políticas do marido. No Criminal Justice Reform Summit, após a visita de West à Casa Branca, em novembro de 2018, Kardashian afirmou que o músico não apoiava verdadeiramente as políticas de Trump, que apenas gostava da personalidade do político. 

“Ele sempre dirá que era amigo de [Trump] antes e é amigo dele agora. Acho que pelo que meu marido luta – e novamente, ele não é o melhor comunicador para explicar isso – mas ele luta pelo direito de gostar do que ele quer, mesmo que seja diferente do que você gosta”, disse ela.

Kanye fala sobre casamento com Kim Kardashian

AFP/Arquivos

No Dia da Independência, em 2020, Kanye West anunciou que estava concorrendo à presidência. O rapper fez um comício de campanha em 18 de julho, ele se afirmou ser pró-vida e relatou que eles consideraram abortar na primeira gravidez, que gerou North West. “Minha mãe salvou minha vida”, disse o rapper chorando 

“Meu pai queria me abortar… não teria havido Kanye West porque meu pai estava muito ocupado”. E completou: “Quase matei minha filha”. Logo depois, a fundadora da Skims falou sobre a saúde mental do marido e pediu para o público e fãs terem compaixão e empatia. Após isso, eles foram fotografados juntos pela TMZ e Kim parecia chateada e chorando.

Apesar dos boatos de divórcio, uma fonte disse à People que Kim desejava salvar seu casamento. Em agosto de 2020, foi noticiado que o rapper estava passando mais tempo com a família, mas uma fonte disse ao Page Six que eles poderiam estar se divorciando após Kanye discursar novamente sobre o aborto.

Logo depois, o rapper disse que estava tentando terminar o casamento desde novembro de 2019, após a sua esposa se encontrar com o rapper Meek Mill, durante uma Cúpula de Reforma da Justiça Criminal.

“Estou tentando me divorciar desde que Kim se encontrou com Meek no Warldolf (sic) para a ‘reforma da prisão'”, escreveu ele em um tweet que foi excluído. Ele também falou sobre sua sogra Kris Jenner, afirmando que: “Kriss e Kim publicaram uma declaração sem minha aprovação… não é isso que uma esposa deve fazer”.

Kim e Kanye estavam vivendo vidas separadas

Foto: Reprodução

Em outubro de 2020, Kanye teria participado de apenas um dia da festa de Kim. Ele a presenteou  com um holograma do seu falecido pai, Robert Kardashian. No entanto, em dezembro do mesmo ano, vários jornais relataram que o par estava junto, mas vivendo vidas separadas.

No mesmo ano, Kanye não passou o natal com a família. À época, Kim publicou fotos dela e de seus quatro filhos – North, Saint, Chicago e Psalm – mas Kanye não estava em nenhum registro.

Em janeiro de 2021, foi publicado pelo Page Six que o divórcio era iminente e que o casal estava pronto para decisão. Além disso, Kanye passou as férias em Wyoming, onde possui uma fazenda, e não com o clã Kardashian-Jenner.

De acordo com a fonte, Kim teria pedido o divórcio pois estava focada em se tornar advogada e na campanha de reforma da prisão, enquanto o rapper estava fazendo “merdas malucas” e que a esposa estaria cansada disso. Já outra fonte disse que o rapper terminou a relação por achar que o reality show é insuportável e por não querer ter relação com a família. Uma terceira fonte disse que o casamento só continuava por causa dos filhos.

O pedido de divórcio 

Reprodução: Instagram

No início de janeiro de 2021, o TMZ publicou que o casal não havia desistido do relacionamento e estavam fazendo aconselhamento matrimonial. Fontes afirmaram que Kim achava cruel terminar a relação enquanto Kanye estava vivendo uma crise.

Um mês depois, a People publicou que o casal desistiu do aconselhamento e que o divórcio estava se aproximando rapidamente. De acordo com fontes próximas ao casal, eles não estavam na mesma fase em que se tratava da família.

Além disso, uma fonte disse à revista People que Kanye não estava reagindo bem à separação e que estava ansioso.

Já em 19 de fevereiro, Kim Kardashian pediu o divórcio oficialmente para Kanye. Na época, fontes próximas afirmam que a separação foi amigável e que o casal estava disposto a compartilhar a guarda dos quatro filhos.

Mesmo após o pedido de divórcio, Kim estaria preocupada com a saúde mental de Kanye. Por isso, eles seguiram mantendo contato, assim como para o bem dos filhos. Contudo, após isso, o rapper cortou comunicação com a ex-esposa em março de 2021. Eles estariam se comunicando apenas por meio da equipe do rapper e somente de assunto sobre os filhos.

Vale lembrar que eles são pais de quatro filhos. De acordo com o Page Six, Kanye visitava os filhos regularmente e como as crianças têm muitas babás, as transições foram fáceis.

O apoio da família Kardashian

Reprodução: Instagram

Kris Jenner falou pela primeira vez sobre a separação da filha em março. Para a matriarca, a separação foi muito difícil por causa das crianças e afirmou que a família apoiava os dois. Além disso, a produtora do Keep Up With The Kardashian afirmou que Kim manteve a separação fora do reality e manteve isso de forma privada.

A empresária da beleza afirmou que sempre foi respeitosa com Kanye e não compartilhou a vida do casal no programa, e que as pessoas descobriram o que estava acontecendo após Kanye chamar a esposa e a sogra de “supremacistas brancos” no Twitter. Durante o reality, Kim afirmou que: “Vocês os veem claramente no Twitter, mas ainda vou optar por não falar sobre eles aqui”.

As irmãs de Kim também demonstraram apoio durante a situação. Kourtney Kardashian afirmou que a empresária não deveria passar por isso sozinha. Khloe acrescentou que Kim não fala nem para elas o que realmente a está afetando. Por isso as irmãs decidiram fazer uma viagem juntas.

Sobrenome West e evento do Donda 

Reprodução: Instagram

Em 24 de agosto, a People divulgou que os documentos judiciais revelavam que o rapper decidiu mudar o nome legal de Kanye Omari West para seu nome artístico e apelido “Ye”. Os documentos foram arquivados durante o processo de divórcio e Kim decidiu não remover o sobrenome mesmo após o divórcio. A razão seria para manter o mesmo sobrenome que os filhos.

Em agosto, rumores de uma reconciliação surgiram após Kim ser vista em um evento de Donda, o projeto mais recente de Ye. Kardashian, que estava com os filhos. Depois, eles foram vistos almoçando juntos em 20 de agosto, e em 26 de agosto Kim no estádio Soldier Field, em Chicago. A dupla saiu da arena de mãos dadas.

Após isso, fontes afirmaram que eles estavam trabalhando na reconstrução do relacionamento. Além disso, o TMZ afirmou que uma fonte disse que Kim poderia retirar o pedido de divórcio.

Entretanto, em 9 de outubro de 2021 Kim falou sobre o divórcio no Saturday Night Live. Ela afirmou: “Eu casei com o melhor rapper de todos os tempos. Não só isso, ele é o homem negro mais rico da América. Um talentoso gênio legítimo que me deu quatro filhos incríveis”, disse. Acrescentou, “Então, quando me divorciei dele, você tem que saber que tudo se resumia a uma coisa: sua personalidade”.

Kanye fala sobre divórcio e desejo de voltar com Kim

Reprodução: Instagram

Durante entrevista ao Drink Champs, que foi ao ar em 4 de novembro, Kanye falou que eles eram legalmente casados, e que ainda não viu os papéis de divórcio, mesmo com os boatos de que Kim estaria namorando Pete Davidson.

“SNL fazendo minha esposa dizer ‘eu me divorciei dele’ na TV porque eles só queriam tirar aquela barra, e eu nunca vi os documentos da separação”, disse ele. “Não somos nem divorciados… [Não é] brincadeira para mim. Meus filhos querem que seus pais fiquem juntos. Querem os pais deles – quero que estejamos juntos.”

Durante o evento anual de Ação de Graças da Missão de Los Angeles, em 24 de novembro, na Califórnia, Kim afirmou que deseja ser perdoado por Kim, pelos seus erros que não eram aceitáveis como maridos e que deseja voltar para casa. Ele também falou que é próximo dos filhos e que precisa voltar para casa e estar com a família. 

Após o discurso circular nas redes sociais, Kanye compartilhou um artigo do TMZ que citava o desejo do rapper de voltar o casamento com a frase “Deus os trará de volta” em seus stories no Instagram e marcou Kim no post.

Em 25 de novembro de 2021, Kanye afirmou durante oração de cinco minutos no Instagram que “tudo o que penso todos os dias é como vou reunir minha família e curar a dor que causei”. 

Kanye também afirmou que Kim não gostava dele usando o boné “Make America Great Again” e que ela estava sendo uma boa esposa, tentando proteger ele e a família.

Reunião em desfile de imposto e pedido de Kim para ser oficialmente solteira

@RichieAkiva

No dia 30 de novembro, Kanye e Kim se reuniram no último show da Louis Vuitton da coleção primavera/verão 2022 de Virgil Abloh, poucos dias depois do estilista morrer. O ex-casal estava acompanhado da filha mais velha, North.

Já no dia 19 de dezembro, Kim pediu para se tornar “legalmente solteira” em meio ao processo de divórcio com Kanye. Conforme os documentos obtidos pelo TMZ tratam da custódia dos filhos e do estado civil de Kim. Ela também pediu para retirar West do nome.

Aniversário da Chicago e TikTok da North

Reprodução: Instagram

No dia 15 de janeiro de 2022, Kanye West compartilhou que eu não havia sido convidado para o aniversário de 4 anos de Chicago, sua filha com Kim Kardashian.

“Quero desejar feliz aniversário para a Chicago. Chicago, eu te amo, feliz aniversário. Nenhuma pessoa me passou o endereço da festa da minha filha. Isso vai fazê-la ter a impressão de que eu não estava lá para ela”, disse o cantor.

No entanto, depois de horas, o rapper apareceu em registros na festa, inclusive ao lado da ex-sogra, Kris Jenner. Logo depois, saiu a informação de que Kanye faria outra festa para a filha.

Page Six

A última polêmica entre o ex-casal foi no dia 4 de fevereiro. O raper criticou publicamente Kim pelo fato da filha mais velha, North, ter um perfil no TikTok com a mãe.

Na publicação, Ye questionou: “Já que é o meu primeiro divórcio, eu preciso saber o que eu preciso fazer sobre minha filha estar sendo colocada no TikTok contra a minha vontade”.

Em seguida, Kim rebateu as críticas por meio dos stories. A empresária afirmou que Kanye está fazendo ataques constantes a ela em entrevistas e redes sociais e que isso é mais prejudicial que o TikTok da North.

Kim afirmou que supervisiona a conta e a menina utiliza a rede para expressar a criatividade dela. Ela acrescentou que rapper está sendo obsessivo.

“O divórcio é difícil o suficiente para as nossas crianças e a obsessão de Kanye em tentar controlar e manipular a situação tão negativamente e publicamente está só nos causando ainda mais dor”, publicou Kim.

Fonte: Rap+, Estadão, QUEM

Nasa desativará Estação Espacial Internacional

Previous article

Por que a Olimpíada de Inverno na China vai usar neve artificial?

Next article

Comments

Comments are closed.