Síndrome faz as pessoas acreditarem que estão mortas

POR Estagiário    EM Curiosidades      04/06/14 às 22h58

Você conhece a síndrome de Cotard? Ela é caracterizada por um distúrbio psicológico de fonte ainda desconhecida, que faz com que a pessoa afetada tenha a macabra sensação de estar morta ou ter parado de existir, tornando-se, contraditoriamente, imortal. Ainda um mistério, a comunidade científica sugere que esteja ligada ao transtorno bipolar, depressão e esquizofrenia, em geral dependendo da idade do paciente em questão.

Esse bizarro fenômeno psicológico pode estar por trás de diversos mitos que hoje, inclusive, são mais populares do que nunca: vampiros, zumbis e fantasmas podem estar relacionados ao delírio, que, já que se baseia na sensação de mortalidade, pode afetar qualquer pessoa. Pra conhecer mais sobre o transtorno, separamos alguns casos curiosos:

1 -

the_black_dahlia_2006_dinner_with_the_linscotts_part_3

Em 1788, um dos primeiros casos da doença foi registrado por Charles Bonnet, um biólogo e filósofo suíço. Enquanto uma senhora de idade se preparava para servir sua família num jantar, uma das janelas do cômodo, que foi deixada aberta, gerou uma corrente de ar que fez com que a senhora sentisse um lado inteiro de seu corpo ficando paralisado. Logo após o episódio, pediu para que seus familiares a envolvessem numa mortalha e a colocassem num caixão. Após muita insistência, os familiares realizaram o pedido da velha, que continuou reclamando sobre a organização do "velório", as cores da mortalha e outros detalhes. O episódio só foi interrompido quando lhe foi dado ópio, o que interrompeu os ataques, mas não os eliminou - eles voltavam de tempo em tempo.

2 -

ghost_picture_woman_in_white

Quase um século depois de Bonnet, o neurologista francês Jules Cotard se deparou com um caso semelhante, no qual uma mulher - chamada em suas anotações simplesmente de "Mademoiselle X" - afirmava não ter cérebro, coração, intestinos, estômago ou nervos. Com essa crença, morreu por inanição após ficar várias semanas sem alimentar.

3 -

tribeG1708_468x361

Em 1996, um escocês que sofreu um acidente de motocicleta acreditava piamente ter morrido durante seu processo de recuperação hospitalar. Assim que se recuperou, mudou-se com sua mãe para a África do Sul, o que piorou a situação: ele acreditava que estava no inferno, pois nenhum lugar na Terra poderia ser tão quente.

4 -

shaunofthedead_wideweb__430x307

 

Em 2009, psiquiatras belgas receberam um paciente que afirmava ter morrido. Com 88 anos e sintomas de depressão, sua principal queixa era a de que seus familiares teriam esquecido de enterrá-lo. Depois de tratamentos e remédios, o caso melhorou.

5 -

18

O mais estranho fica pro fim: em 2005, doutores iranianos se depararam com um homem que acreditava não apenas ter morrido, mas também virado um cachorro. Sua esposa teria tido o mesmo destino, e suas três filhas, também mortas, teriam virado ovelhas. Afirmava que seus parentes haviam tentado envenená-lo, mas que nada podia ferí-lo, pois era protegido por Deus. A questão que fica é: e por que Deus deixou ele e a família inteira serem assassinados e transformados em animais? Mas bom, lógica de doido é melhor nem tentar entender.

Estagiário
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+