Conheça os 10 animais mais perigosos do planeta

POR Rafael Miranda    EM Mundo Animal      05/05/15 às 21h49

A maioria de nós morre de medo de animais grandes, fortes e que, de cara, se mostram perigosos a nossa frágil estrutura humana. Acontece, no entanto, que o maior perigo para as pessoas está, realmente, nos bichos que pouco prestamos atenção, já que são pequenos e aparentemente inofensivos.

Aliás, estão nesse segundo grupo, muitos dos seres mais venenosos e letais do mundo, como aranhas, peixes, polvos e as magnífica águas-vivas. Hoje, aliás, você vai conhecer alguns outros integrantes do reino animais dos quais precisamos ficar longe, caso o plano seja ter uma vida longa.

Confira a lista abaixo e conheça alguns dos mais seres mais perigosos que existem:

10. Baiacu

1
Embora a carinha dele seja simpática, não se engane! O Baiacu é considerado o segundo vertebrado mais venenoso do mundo, perdendo apenas para a rã-dardo-venenoso. Esse peixe pode ser encontrado em qualquer mar tropical do planeta.

Segundo os especialistas, o potencial fatal desse peixe está relacionado à tetrotoxina, uma toxina presente na pele do bicho, considerada 100 vezes mais forte que o cianeto. Aliás, ela mata por asfixia em pouquíssimo tempo, já que o indivíduo que a ingere fica todo inchado e sofre paralisia muscular.

O mais intrigante de tudo, é que o baiacu é uma iguaria da culinária japonesa.

9. Rã-dardo-venenosa

2
Mencionada acima, essa é a especie de rã mais venenosa do mundo e é considerada também o vertebrado com o maior potencial de matar. É encontrada nas Américas Central e do Sul e possui mais de 100 tipos diferentes de rãs dessa mesma espécie, sendo diferentes na cor ou na forma de suas manchas. Aliás, dentre a família (Dendrobatidae), a rã-dardo-dourada é a mais perigosa delas.

O veneno de uma rã-dardo-venenosa é capaz de matar até 20 pessoas adultas, ou até mesmo 20 mil ratos. E para fazer todo esse estrago é preciso apenas 2 microgramas! Tenso, não?

8. Aranha-armadeira

3
Segundo o Livro dos Recordes, essa é a aranha mais perigosa do mundo. Com apenas 6 microgramas de seu veneno, esse bicho pode matar um rato. E, além de causar dores terríveis em humanos, a toxina desse aracnídeo causa um efeito muito curioso nos homens: priapismo, um tipo de ereção intensa, que pode durar horas e até mesmo deixar o indivíduo impotente.

Elas são encontradas na região amazônica. As aranhas armadeiras são traiçoeiras: adoram se esconder nos cantos das casas, em sapatos, roupas e carros.

7. Inland taipan

4
Encontrada especialmente na Austrália, essa é uma das espécies de cobra mais venenosas do mundo. Estima-se que sua toxina seja até 200 vezes mais potente que a de qualquer outra cobra, o que a permite matar até 100 adultos de uma só vez, em menos de uma hora.

Mas, por ser um bicho bastante arisco, as inland taipans não costumam ser muito vistas. Elas ficam sempre debaixo de pedras e em dunas de areia, no deserto. Isso, inclusive, faz com que até hoje não se tenha registros de mortes humanas causadas por ela.

6. Escorpião deathstalker

5
Essa é uma espécie muito encontrada no Oriente Médio e na África do Norte e é considerado o mais perigoso dentre todos os demais escorpiões. Seu veneno, aliás, pode ser fatal e, na melhor das hipóteses, colocará a pessoa envenenada em coma.

Quem entende do assunto explica que a toxina desse escorpião se trata, na verdade, de um coquetel, responsável por dores insuportáveis em suas vítimas. Aliás, espaço para armazenar veneno em seu corpo é que não falta a eles: os exemplares dessa espécie costumam chegar a 13 centímetros de comprimento, em média.

5. Peixe-pedra

6
Não é à toa que esse bicho recebe o nome que tem: ele realmente se parece uma rocha e está sempre escondido entre elas, especialmente na região dos oceanos Pacífico e Índico. E, embora não sejam agressivos, a maior parte de suas vítimas foram ficadas por terem pisado no bicho.

Conforme contam, o veneno do peixe-pedra fica armazenado em espinhos potentes ao redor de seu corpo. Sua toxina, aliás, é responsável por causar choques, paralisias, necrose do tecido afetado e, claro, muita dor.

4. Caracol cone-de-mármore

7
Muito encontrado no oceano Índico, esse tipo de caracol tem o veneno tão potente que, com apenas uma gotinha, pode matar até 20 adultos. A boa notícia, no entanto, é que ele usa esse seu trunfo apenas para capturar suas presas.

No entanto, segundo estimativas, existem 30 registros de falecimentos humanos (desavisados), que tocaram no caracol.

3. Polvo-de-anéis-azuis

8
Já ouviu dizer que os venenos mais potentes vêm nos menores frascos? Com esse polvo é assim. Ele tem, em média, 20 centímetros e uma toxina tão forte que é capaz de matar 26 adultos em minutos. E o pior: não há antídotos para seu veneno.

Esse bicho, além de perigoso, é também muito interessante. Isso porque ele é capaz de produzir dois tipos de venenos ao mesmo tempo que são expelidos pela saliva; sendo um para capturar suas presas e outro para ferir as criaturas que o ameaçam.

Encontrados especialmente no Japão e na Austrália, esse bichos são muito bonitos. Sua coloração costuma ser amarela, mas podem ficar azuis quando se sentem ameaçados.

2. Cobra-real

9
Encontrada especialmente na Ásia, essa cobra é considerada a mais longa do mundo dentre as venenosas e pode chegar aos 5 metros de comprimento. Além disso, na hora do bote, a cobra-real pode levantar até 2 metros do chão!

Outra característica muito particular da cobra-real é que os exemplares dessa espécie são capazes de injetar cinco vezes mais veneno em uma só picada. Isso, inclusive, é suficiente para matar 20 humanos de uma só vez.

1. Água-viva-caixa-australiana

10
Majestosa como pouco outros bichos, essa espécie de água-viva é encontrada principalmente na Austrália e nos países asiáticos. É exatamente nesses regiões, aliás, onde há estimativas de que mais de 100 pessoas morram todos os anos devido à toxina desse bicho; o que atinge a marca de, pelo menos, 5.567 vítimas fatais desde 1954.

Segundo estudiosos, o veneno desse animal atinge diretamente o coração, se espalhando por todo o sistema nervoso e as células da vítima. Aliás, a toxina causa tantas dores que as pessoas entram em choque e acabam se afogando ou morrendo de parada cardíaca.

Mas, caso o ataque do bicho não seja fatal, é preciso agir rápido para salvar a vítima. Dizem que aplicar vinagre durante, pelo menos 30 segundos, sobre a área afetada pelos tentáculos dessa espécie de água-viva desabilita a toxina que ainda não foi liberada para a corrente sanguínea, já que esse líquido possui um tipo de ácido acético potente contra o veneno. No entanto, isso não alivia a dor.

Rafael Miranda
Jornalista viciado em memes e amante da cultura pop.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+