CuriosidadesHistória

Conheça os 10 serial killers mais malignos do século 20

0

Serial killer é um tipo de criminoso com de perfil psicopatológico que comete crimes com uma certa frequência, geralmente seguindo um mesmo modus operandi e às vezes deixando sua “assinatura” no local. Estranhamente, os Estados Unidos, com menos de 5% da população mundial, produziu 84% de todos os casos conhecidos de serial killers desde 1980.

Muitos dos que foram capturados aparentavam ser cidadãos respeitáveis, bem sucedidos, membros ativos da comunidade – até que seus crimes foram descobertos. Geralmente os serial killers demonstram três comportamentos durante a infância, conhecidos como a Tríade MacDonald: Urinam na cama, obsessão por incêndios e crueldade para com os animais.

Existem basicamente dois tipos de serial killers: os do “tipo organizado”, sujeitos que normalmente exibem inteligência normal e conseguem se inserir bem à sociedade, são muito mais difíceis de serem pegos, visto que planejam seus crimes, não costumam deixar provas e podem ter uma vida aparentemente normal com esposa/marido, filhos e emprego, muitas vezes de alto nível, podem chegar mesmo a concluir o nível superior. Já os “tipo desorganizados”, são impulsivos, não planejam seus atos, costumam usar objetos que encontram no local do crime e muitas vezes os deixam para trás deixando muitas provas, esses são mais fáceis de capturar.

Nós já falamos aqui na Fatos Desconhecidos de 7  seriais killers que ficaram conhecidos pela sua crueldade durante o século 20. Conheça agora mais 10 dos piores seriais killers do século 20:

David Berkowitz

9

David Richard Berkowitz, também conhecido como “O Filho de Sam” e “O Assassino da Calibre .44” é um serial killer estadunidense, que aterrorizou a cidade de Nova Iorque com seus crimes, praticados de julho de 1976 até agosto de 1977, quando foi preso. Ao ser preso em agosto de 1977, Berkowitz confessou o assassinato de seis pessoas e os ferimentos de sete outras, todas devido a disparos de seu revólver Charter Arms Bulldog calibre .44.

Ele continua a cumprir pena por seus crimes desde então. Berkowitz afirmou que tinha sido dominado por um demônio que “possuiu” um cachorro da vizinhança e que lhe mandava cometer seus crimes. Depois disso, Berkowitz mudou sua confissão e disse ser responsável pelos tiros em apenas dois casos, matando três pessoas e ferindo uma quarta. Quanto às demais vítimas, o assassino alegou terem sido atacadas por um “culto satânico” do qual ele seria um dos membros.Alguns advogados dão crédito a essa versão, como John Hockenberry e os policiais que trabalharam no caso suspeitam do envolvimento de mais pessoas nos crimes. Hockenberry informou que o caso do “Filho de Sam” foi reaberto em 2004, e permanece assim até hoje, buscando novas provas.

Edmund Kemper

10

Quem vê Edmund Kemper se impressiona, ele tem mais de 2 metros de altura e pesa 140 quilos, mas o mais surpreendente a seu respeito é que a sua crueldade é do tamanho do seu corpo, ele assassinou os seus avós e a própria mãe, Clarnell Strandberg-Kemper e depois disso não parou mais, é acusado de 10 assassinatos e de praticar necrofilia com boa parte deles.

Assustadoramente Kemper tem o Q.I de 145 (considerado muito alto), para a nossa alegria ele continua preso hoje ainda, sem possibilidade de liberdade condicional nos EUA.

Dennis Rader

5

Dennis Lynn Rader matou 10 pessoas no Kansas, entre 1974 e 1991. Foi preso em 2005. Ele é conhecido como o estrangulador BTK. “BTK” significa “Bind, Torture, Kill”, que quer dizer “Amarrar-Torturar-Matar” que eram iniciais do padrão de ataque que fazia parte da sua assinatura bizarra. Dennis Rader pegou 10 sentenças de prisão perpétuas já que na época de seus crimes, o estado do Kansas ainda não tinha a pena de morte, ele continua vivo até hoje na cadeia, aguardando os seus 175 anos de pena (Prisão Perpetua).

Donald Henry Gaskins

6

Em 1969, Gaskins começou a matar uma série de pessoas que lhe ofereciam caronas nas estradas costeiras da América do Sul. Ele torturava e mutilava suas vítimas. Ele alegou ter matado oitenta a noventa pessoas. Foi preso em 1975, quando um parceiro dele nos assassinatos confessou à polícia que ele havia testemunhado Gaskins matando dois jovens.

Ele foi condenado por oito assassinatos e sentenciado à morte que mais tarde foi convertida para prisão perpétua sem liberdade condicional. Gaskins não se satisfez e cometeu mais um assassinato dentro da prisão de segurança máxima onde matou seu companheiro de cela.

Foi enfim executado no ano 1991 durante a madrugada.

Peter Manuel

7

Foi um serial killer escocês nascido nos EUA que ficou amplamente conhecido por ter matado nove pessoas em todo sul da Escócia entre 1956 e 1958. Manuel é suspeito de ter matado até 18 pessoas. A polícia foi incapaz de provar sua culpa nos primeiros crimes até que nos seus assassinatos finais ele acabou deixando evidência que levaram à sua prisão.

Ele confessou os assassinatos depois que sua mãe o confrontou na delegacia de polícia onde ele estava sendo mantido. Manuel foi enforcado na prisão de Barlinnie Glasgow em julho de 1958. Ele foi um dos últimos prisioneiros a ser enforcado na Escócia antes de ser proibida a pena capital.

John George Haigh

8

Conhecido como o “Vampiro de Londres” John George Haigh era um serial killer que aterrorizava a Inglaterra durante os anos 40. Ele foi condenado pelo assassinato de seis pessoas, embora ele tenha confessado o assassinato de 9. Ele era um vigarista profissional e tinha como alvo indivíduos ricos aos quais ele enganava afirmando que era um homem de negócios bem sucedido. Ele atraia suas vítimas para um armazém abandonado antes de mata-las. Seus corpos era dissolvidos em ácido sulfúrico antes dele fazer documentos falsos nos nomes das vítimas a fim de vender os seus bens e recolher suas economias de vida. Em 1949 ele foi condenado à morte e enforcado na prisão de Wandsworth.

Arthur Shawcross

4

Conhecido como o assassino do rio Genesee, Shawcross começou sua matança em 1972 após ter abusado sexualmente e matado um menino de 10 anos de idade em uma área arborizada em Watertown, Nova Iorque. Em seguida, estuprou e matou uma menina de oito anos de idade. Após esse crime ele foi capturado e condenado por homicídio. Sentenciado em 14 anos de prisão, ele voltou para as ruas em 1988 e matou brutalmente 12 prostitutas com idades entre 22 e 59 anos de idade. Ele foi capturado na cena de crime do seu último assassinato. Shawcross confessou todos os 12 assassinatos e foi condenado a 250 anos de prisão. Ele morreu na prisão de parada cardíaca em 2008.

Peter Sutcliffe
3

Peter William Sutcliffe é um assassino em série britânico conhecido como “O Estripador de Yorkshire”. Em 1981, Sutcliffe foi condenado pelo assassinato de 13 mulheres e pela tentativa de matar outras 7 pessoas. Seu alvo preferido eram prostitutas das áreas de Leeds e Bradford. Sua onda de assassinatos causou um clima de medo no norte da Inglaterra. Quando foi preso em janeiro de 1981 por dirigir um carro com uma placa falsa, a polícia acabou descobrindo sobre os assassinatos. Ele foi condenado a prisão perpétua e permanece no Hospital para Doentes Mentais de Segurança Máxima de  Broadmoor.

Ricardo Leyva Muñoz Ramírez

2

Ricardo Leyva Muñoz Ramírez foi um serial killer que aterrorizou Los Angeles entre 1984 e 1985. Apelidado de “Night Stalker Ramirez”, o assassino invadia as casas das vítimas e as matava com tiros e facadas além de estuprar e seus corpos. Suas vítimas eram bem variadas sendo a mais nova, uma garota de 9 anos de idade e os mais velhos um casal de mais de  60 anos. Capturado em 1985, Ramirez foi condenado à morte e permaneceu no corredor da morte da Califórnia por 23 anos até que morreu em sua cela em junho de 2013.

Jeffrey Dahmer

1

Conhecido como o “Milwaukee Cannibal”, Jeffrey Dahmer era um assassino em série e predador sexual que estuprou, matou e desmembrou 17 homens e meninos entre 1978 e 1991. Ele também praticou necrofilia e canibalismo. Ele comia partes de suas vítimas, desmembrar seus corpos e com eles, fazia mobília para sua casa. Dahmer foi finalmente capturado depois de uma vítima conseguir dominá-lo e alertar a polícia. Em 1992, Dahmer foi condenado por 15 dos assassinatos e condenado a 15 penas prisões perpétuas. No entanto, apenas dois anos após sua sentença, ele foi espancado até a morte por um detento.

Por que a salva de funerais tem 21 tiros?

Matéria anterior

Descubra uma técnica para você nunca mais sentir cócegas

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar