• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

A diferença do cérebro de um gênio e do seu

POR Leticia Rocha    EM YouTube      27/02/19 às 15h20

A inteligência é nossa capacidade de conhecer, compreender e aprender. Ela diz sobre nossas habilidades e capacidades. É algo muito subjetivo, já que uma pessoa pode ser muito boa na área de exatas, mas não se dar bem com história ou português, e o inverso também vale. Há várias formas de se demonstrar nossa genialidade e por isso é tão difícil quantifica-lá.

O QI, por exemplo, um teste usado para medir a inteligência é uma das formas utilizadas para tentar quantificar a inteligência. No entanto, muitas são as pessoas que duvidam que esse método é o mais assertivo para mensurar nossas capacidades. Por isso, não existe uma métrica única e específica para mensurar a inteligência de alguém.

De onde vem a inteligência?

Por incrível que pareça, nosso cérebro não tem ligação direta com nossa inteligência. Ao menos, não o tamanho do órgão em si. Por exemplo, as mulheres têm o cérebro menor que o dos homens, no entanto, estudos mostram que elas são mais inteligentes. O cérebro, aliás, é um dos órgãos mais estudados pelos cientistas, afinal ele é o responsável por toda nossa capacidade intelectual.

O cérebro de Einstein, por exemplo, apresentou uma maior quantidade de células glia, que são as responsáveis pelo maior raciocínio lógico e matemático. No entanto, tirando isso, o cérebro dele era como o de qualquer outra pessoa. O que mostra que não necessariamente o formato está ligado à inteligência. E é por isso que há tantas pesquisas nessa área, uma vez que o cérebro é um dos órgãos mais potentes e do qual pouco se sabe.

Os cientistas sabem que o órgão possui uma capacidade de desenvolvimento incrível, em todas as idades. No entanto, o quanto ele é capaz de se desenvolver? Do que ele capaz? Ainda são questões que permanecem sem respostas. No entanto, seu poder é indiscutível.

O que tem o cérebro de um gênio e de uma pessoa comum?

Apesar de não existirem diferenças físicas significativas, existem algumas diferenças quanto a forma de funcionamento. A forma como o cérebro funciona internamente. A conexão entre os dois hemisférios do cérebro, nos gênios, são mais extensas em algumas regiões. Além disso, a quantidade de neurônios também era maior em algumas regiões específicas, como no córtex frontal que é onde o pensamento abstrato se forma.

O tamanho do órgão, como dissemos, não está ligado à inteligência. No entanto, há regiões que são maiores, essas regiões estão ligadas a uma forma específica de inteligência. Enfim, com certeza, muitos outros aspectos diferenciam o cérebro dos comuns dos gênios, mas ainda não foram descobertos pelos cientistas. Mas se você quiser saber um pouco mais sobre o que já se sabe sobre os gênios, assista ao vídeo no nosso canal Fatos Desconhecidos!

 

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Leticia Rocha
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+