• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


É assim que os bebês enxergam o mundo em seu primeiro ano de vida

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      25/03/19 às 14h28

Você já deve ter se perguntado como os bebês enxergam ao mundo. Principalmente nos primeiros meses, onde suas expressões parecem confusas sobre aquilo que está acontecendo a seu redor. Muito provavelmente essa dúvida já passou na cabeça de muitas mamães e papais enquanto ninavam seus filhos.

Para isso, e principalmente para o alívio de nossas mentes curiosas, a ciência já possui uma resposta.O médico oftalmologista e cirurgião de olhos inglês, Romesh Angunawela, da Clinic Compare, criou uma série de imagens para ilustrar como a visão dos bebês vai evoluindo. Começando por seus primeiros dias de vida até o 12º mês.

O desenvolvimento da visão

Em seu primeiro ano de vida, assim como todo seu corpo em desenvolvimento, a visão do bebê passa por diversas transformações. O que muita gente não sabe é que mesmo antes de nascerem, os fetos já conseguem diferenciar entre a luz e a escuridão.

Ao nascerem, eles usam essa compreensão "primitiva" do contraste para criar linhas e formas. No começo, durante algumas semanas, tudo fica em preto e branco. Isso devido aos nervos ainda estarem desorganizados e desconectados. Somente após cerca de dois meses, é que eles veem a sua primeira cor: o vermelho.

Isso só é possível depois que o bebê recebeu repetidas estimulações de todos os cinco sentidos, que acabaram por forçar seus pequenos cérebros a construírem conexões. Apesar de ser algo muito "simples" de compreender, muitos de nós têm a curiosidade de saber como de fato é a visão de um bebê, e o quanto ela vai mudando ao longo do primeiro ano de vida.

E foi pensando nisso que Angunawela criou a série de imagens que você confere logo abaixo. "O desenvolvimento da visão é algo muito complexo e um recém-nascido precisa desenvolver a habilidade de entender e enxergar o mundo ao seu redor", explicou o oftalmologista.

"O córtex visual do cérebro ocupa quase um terço de todo o cérebro e começa a aprender a processar a enxurrada de informações visuais que encontra desde o momento em que seu bebê abre os olhos pela primeira vez", informa.

Quando adultos podemos apreciar tons de cores como os tons pasteis, diferentes tons de preto e texturas diversas. Porém, para os bebês, isso não acontece. Devido a pouca ou nenhuma conexão entre seus receptores cerebrais, os bebês somente enxergam as cores fortes que contrastam com o ambiente e acabam se destacando.

Conhecendo o mundo

Leva cerca de três meses para que os cérebros dos recém-nascidos façam essas conexões e comecem a entender as cores em um nível bem básico.

"Inicialmente, os olhos de uma criança podem parecer estranhos, devido à falta de coordenação, mas isso se estabiliza muito rapidamente e, em três meses, eles devem ser capazes de discernir os rostos de mamãe e papai com mais clareza. Isso pode coincidir com o primeiro sorriso, já que a coordenação muscular facial também desenvolve ritmo", disse Anugawela.

Uma criança antes dos quatro meses de vida mal consegue enxergar a 10 centímetros de distância. A coordenação entre as mãos e olhos ocorre nesse período da vida dos bebês. Quando começam a engatinhar, por volta dos 9 meses, a coordenação mão-olho começa a melhorar e assim eles conseguem agarrar as coisas propositalmente, ao invés de acidentalmente como antes.

Conforme eles vão crescendo, tanto a visão, quanto o senso de profundidade continuam a se desenvolver e, aos dois anos de idade, a visão do bebê está quase totalmente desenvolvida. "Isso coincide com o aumento do interesse e exploração do mundo ao seu redor", explicou o médico.

Como os bebês enxergam ao longo de seu primeiro ano

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+