Empresa cria capacete de ampliação cognitiva

POR Pietro Bottura    EM Ciência e Tecnologia      24/08/14 às 13h23

Parece coisa do futuro, e é mesmo. O mais novo aparato tecnológico que vem causando polêmica é o Foc.us, estimulante elétrico que promete acelerar as funções cerebrais e reflexos. Custando U$250, o produto usa quatro "tentáculos" para a chamada "Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC)", técnica que supostamente acelera funções elétricas internas do cérebro, como a resposta a estímulos e o transporte de informação entre sinapses.

focus-Ivan-Bajinov-Photography-036_thumb-slim

Além disso, gera efeitos no combate à depressão e dor em doenças crônicas, além de intensificar a memória a curto prazo, a capacidade de aprendizagem, concentração e capacidade de tomar decisões. Ou seja, funciona basicamente como um energético ou uma dose de exercícios, mas sem encher seu corpo de toxinas ou ser cansativo.

Testes realizados na Universidade de Oxford colocaram pacientes em contato com a ETCC 5 vezes, o que duplicou a velocidade de resposta em equações e operações matemáticas.

O aparelho deve ser usado apenas 5 minutos e depois desligado, e os efeitos permanecem algum tempo após os desligamento, produzindo efeitos positivos. Seu foco é o uso em esportes, jogos e trabalhos de difícil raciocínio.

foc.us-gamer-headset-rear-small

Entretanto, não existem ainda estudos que comprovem a eficácia do mesmo fora do laboratório, e nem tampouco que a estimulação não é prejudicial a longo prazo (a potência é de um miliampére, 500 vezes mais fraca que uma lâmpada de 60W). Em todo caso, a inovação representa uma tendência que parece coisa de filme de ficção científica: pode ser que, no futuro, usemos aparelhos como esses para atingir estados de consciência superiores.

 

Pietro Bottura
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+