Lugares e Construções

Empresário chinês constrói mansão flutuante

0

Um empresário chinês precisou de apenas um ano e 400.000 yuans (US$ 61.000) para construir uma impressionante mansão flutuante. O empreendimento, de quase 600 metros quadrados, fica na costa da província de Fujian, sudoeste da China.

Conhecido entre os amigos e familiares por Litoral, o empresário decidiu investir parte de sua economia na construção da peculiar residência por dois motivos: primeiro, porque é apaixonado pelo belo pôr do sol que ilustra os fins de tarde no Condado de Dongshan, uma grande ilha no Mar da China Meridional, e, segundo, porque ama pescar.

A mansão e o proprietário

Em 2018, enquanto bebia com o arquiteto Dong Xinmeng, Litoral revelou que gostaria de ter uma mansão flutuante. Horas depois, com o álcool fluindo nas veias, Xinmeng disse que tornaria o sonho do amigo em realidade.

Para construir a espetacular residência, o arquiteto se inspirou nas grandes jangadas que existem na China. A base da casa, inicialmente, foi feita nas águas rasas de um cais. Assim que a base foi finalizada, o restante da estrutura e os acabamentos foram feitos em mar aberto.

Dar vida a um projeto tão diferente como este não foi fácil. Enquanto levantavam a estrutura, a base que sustenta o empreendimento se movia constantemente, seguindo o ritmo da maré. Além disso, a equipe de trabalhadores teve que lidar diariamente com fortes ventos e outros fenômenos meteorológicos .

Outro grande desafio que Litoral e o arquiteto tiveram que resolver foi a questão da energia elétrica. Como toda a energia que alimenta a mansão vem de uma hidrelétrica próxima, a fiação da casa teve que se estender pela única uma doca que existe no local, mas os barcos de pesca, que navegam rotineiramente próximos à residência, acabavam rompendo os cabos.

Após uma reunião com os pescadores locais, a fiação nunca mais passou por nenhum tipo de manutenção.

Em mar aberto

A incrível mansão se mantém fixa em meio ao mar aberto porque possui em sua base 16 âncoras, cada uma pesando cerca de uma tonelada. Para mover a residência, Litoral precisa apenas levantar as âncoras e, em seguida, rebocar a mansão com o auxílio de uma lancha.

Desde que o sonho do empresário chinês tornou-se realidade, a mansão tem sido um lugar de refúgio. Litoral utiliza a casa sempre que quer ficar sozinho, pescar ou apenas assistir o pôr do sol.

A residência, que ganhou o nome de Haixi, oferece uma vista de 360 ​​graus do mar e está localizada em uma baía extremamente tranquila, a cerca de 500 metros da costa de Dongshan.

O preço por metro quadrado da mansão é inferior a 7.000 yuans e, considerando os preços de cidades que estão na moda, como, por exemplo, como Xiamen, onde o metro quadrado pode chegar a 80.000 yuans, Litoral está incrivelmente feliz com o empreendimento.

Em uma entrevista a um meio de comunicação chines, Litoral disse que quando está em sua mansão flutuante faz questão de se desligar do mundo. Ali, o empresário checa seu smartphone apenas 3 vezes por dia.

Após a pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, Litoral se isolou em sua mansão com sua esposa e com o filho de 2 anos. A família passou a maior parte do tempo pescando ou usufruindo do silêncio.

Como vez ou outra Litoral publica fotos da residência, o empreendimento acabou ganhando notoriedade. Por conta da fama, atualmente, a mansão pode ser alugada por qualquer pessoa.

Empresa japonesa cria máscara rejuvenescedora

Matéria anterior

Deadpool presta homenagem a Demon Slayer

Próxima matéria

Você pode gostar