Esse estudante de 15 anos fatura $56 mil por ano com seu império de doces no banheiro da escola

POR Gustavo Camargo    EM Curiosidades      12/07/17 às 13h10

Algumas pessoas desde quando eram crianças, nos dão a impressão que quando crescessem, seriam grandes investidores ou até mesmo empresários.

Hoje em dia, as crianças não se contentam com aquelas alguns trocados, que ganhariam vendendo algo nas ruas ou na escola. Nathan John, um garoto de 15 anos que mora em Londres, começou a vender algumas barras de chocolate em banheiros escolares.

O garoto, foi apelidado de "Wolf of Walthamstow". As pessoas o conheceram pelo seu Snapchat, no qual todos os dias ele posta seus "menus" diferentes, recebia ordens e fazia as trocas na hora de seu almoço nos dias escolares. Seus produtos saiam por apenas 50 centavos cada peça, o que era uma "facada", literalmente nos preços vendido em lojas.

Conforme o tempo passou ele ficou cheio de clientes e começou a ganhar uma quantia considerável só vendendo os doces. Ele começou a ser convidado para: conjunto de luxo, jantares pródigos e viagens ao topo do Shard (edifício mais alto do Reino Unido) acabaram se tornando um estilo de vida de Nathan.

Se o garoto tivesse continuado com as vendas, ele teria faturado cerca de 56 mil até o final do ano, mas seu negócio foi interrompido. Os responsáveis pela escola descobriram sobre o seu empreendimento, o que, até então, ainda estaria funcionando em 3 escolas diferentes e com a ajuda de 11 funcionários dessas escolas. Mesmo com a proibição de seu negócio, Nathan, não se desencorajou, e ele ainda tem olho em milhões no futuro. "Eu gostaria de me tornar um corretor de ações ... E na propriedade, 100%", disse ele.

E ai, o que acharam da visão empreendedora desse garoto? Comenta ai e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

Via   BoredPanda  
Gustavo Camargo
Gustavo Camargo, 18 anos, Goiano, Publicitário, Homão da Porra. Fascinado por League of Legends, Hearthstone, Lúcifer (série) e Literatura.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+