Esse homem teve uma ideia genial para as pessoas pararem de roer as unhas

POR Gustavo Camargo    EM Curiosidades      20/07/17 às 12h53

Você tem algum hábito/mania desagradável? Bom, a maioria das pessoas geralmente tem algum e sinceramente não fazem ideia de como  eliminar eles.

Hábitos são basicamente ações que repetimos com muita frequência. são diversos as manias que as pessoas consideram "ruins", uma das mais populares é de se "roer as unhas". Mas o que pode fazer uma pessoa a ter esse tipo de hábito? Bom, na maioria das vezes são por três fatores: ansiedade, estresse e frustração. Essas três condições psicológicas são os motivos mais comuns que podem levar uma pessoa á onicofagia. "Além do prejuízo estético, que roe as unhas geralmente é encarado pela sociedade como uma pessoa insegura, ansiosa, sem controle emocional", Diz a psicóloga Lara de Almeida.

Pensando nessas pessoas, Paula Gannan, uma pessoa que tinha a mania de roer as unhas quando criança, projetou o  "Protetor de Unhas para Portadores de Onicofagia". O produto resumidamente se trata de uma película que reveste as unhas da pessoa, sem qualquer tipo de desconforto, pois cobrem apenas as unhas sem incomodar o tato, e pode ser usado por homens e mulheres.

Existem vários modelos e cada um se propõe a possuir um sistema de pressa diferente sobre as unhas, com furinhos para permitir maior possibilidade de transpiração. Segundo o próprio inventor, o protetor cessa um pouco a vontade excessiva que a pessoa tem de roer suas unhas e a faz identificar quais sentimentos a levaram a fazer aquele ato.

"Você pode me dizer: Mas basta tirar o protetor e fazer a festa com as unhas, detoná-las. É verdade, mas este protetor é direcionado mais ao público que está atravessando um momento de dor e forte desejo de encontrar uma forma de parar de roer. Esta é uma forma de ajudar o usuário a manter o compromisso com a mudança de comportamento", explica.

O criador afirma que já fez exemplares de seu produto em látex de borracha, mas explica que o produto pode ser feito com outros tipo de matéria prima. "Fiz os primeiros modelos em látex de borracha, o mesmo usado na fabricação de luvas cirúrgicas. Depois confeccionei artisticamente as peças de látex com tinta acrílica para tecido à base de água que melhor aderiu ao material, mas dá para fazer com poliuretano também".

O inventor diz estar fazendo mais amostras e estar procurando empresas fabricantes de artefatos elastômeros para fabricar e comercializar o produto, seja para o consumidor final, seja para empresas do setor de cosméticos, moda, artesanato, farmacêutico, no modelo B2B.

E ai, o que acharam da ideia desse rapaz? Comenta ai e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

Via   PauloGannam  
Imagens Itbabies
Gustavo Camargo
Gustavo Camargo, 18 anos, Goiano, Publicitário, Homão da Porra. Fascinado por League of Legends, Hearthstone, Lúcifer (série) e Literatura.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+