Dormir é uma das coisas mais maravilhosas que existem. Deitar o corpo numa superfície confortável, descansar a cabeça num travesseiro e esquecer de todos os problemas. Não há como negar, dormir é uma das melhores sensações. Mas também, é claro, que é ótimo estar acordado e poder aproveitar tudo o que a vida tem a oferecer.

Apesar disso, sentir-se descansado é algo que realmente poucas pessoas acabam vivendo. Se sentir cansado é uma experiência comum entre as pessoas. E, geralmente, as reclamações sobre o cansaço não são levadas tão a sério, porque podem ser um grande desafio de se avaliar clinicamente.

Por mais que o cansaço seja algo temporário, tratável e não dar muito com o que se preocupar, especialistas dizem que se ele, de repente, piora ou impede que a pessoa faça algo, pode ser sinal de problemas. Basicamente, pode ser um problema de saúde ou distúrbio do sono.

"O sono parece ser um canário na mina de carvão, onde é sensível a todas essas coisas, que acontecem no seu corpo. Então, quando começa a mudar, você quer perguntar: 'bem, o que está acontecendo?'", disse Michael Grandner, diretor do Programa de Pesquisa em Saúde e Sono, da Universidade do Arizona.

Cansaço

Geralmente, as pessoas usam cansaço, fadiga e sonolência como sinônimos, mas clinicamente suas definições são diferentes. Saber essas diferenças é uma coisa importante, para resolver o problema, ou até mesmo descobrir se existe algum.

Publicidade
continue a leitura

A sonolência é a necessidade de sono, que faz com que seja difícil para a pessoa se manter acordada enquanto dirige, trabalha ou vê um filme. A fadiga é um tipo mais profundo de incapacidade, seja ela física ou mental. Como, por exemplo, a dificuldade para alguém chegar até o supermercado.

Entre esses dois, está o cansaço. Ele é um desejo de descansar, menos debilitante que a fadiga e menos dramático que a sonolência. A pessoa ainda consegue ser produtiva, mesmo cansada.

Independente da nomenclatura, segundo uma pesquisa da National Sleep Foundation, 45% dos adultos disseram que são afetados pelo sono ruim ou por pouco sono.

Aproximadamente 20% das pessoas dizem que têm sonolência excessiva regularmente. Em 2017, uma pesquisa do National Safety Council disse que 76% das pessoas se sentem cansadas no trabalho.

As pessoas, que são afetadas com esse cansaço, podem lidar com isso por causa de algumas explicações simples. A mais básica sendo sono insuficiente. Um terço dos americanos não tem todas as horas recomendadas de sono por noite. E dependendo das necessidades das pessoas, sete horas de sono não são o suficiente.

"Se você costuma dormir cinco ou seis horas e se sente cansado é fácil verificar a lista, em termos de descobrir qual é o problema", disse Grandner.

Problemas

Publicidade
continue a leitura

A falta de sono não é um simples incômodo. Ela aumenta o risco de acidentes de carro e também é associada a problemas de saúde, como o diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e depressão.

De acordo com Nathaniel Watson, diretor da Harborview Sleep Clinic, da Universidade de Washington, essa falta de sono pode afetar o humor e os relacionamentos. "Não existe substituto para o sono", disse.

A fisiologia do sono também pode atrapalhar, mesmo que temporariamente. A inércia do sono, por exemplo, é um fenômeno, que ajuda a pessoa a cair no sono, mesmo depois de ter acordado à noite. Mas ela também pode fazer com que seja mais difícil acordar de manhã. Isso, se o alarme tocar em um momento profundo do sono. E a sonolência deve permanecer por uma meia hora.

Por causa do estresse ou interrupções do sono, as noites difíceis podem acontecer. E mesmo que a pessoa tenha uma boa noite de sono, a sonolência pode acontecer no meio da tarde.

Publicidade
continue a leitura

Causas

A idade também interfere. Estudos mostram que, quanto mais velhas as pessoas vão ficando, os padrões de sono mudam de maneiras previsíveis. Elas podem demorar mais para dormir e podem acordar com mais frequência, durante à noite.

"O envelhecimento está associado ao sono um pouco mais raso e um pouco mais desfeito, mas não menos satisfatório. Se você é uma pessoa mais velha e está realmente descontente com o sono, isso é realmente um problema", disse Grandner.

Se o cansaço dificulta os dias de alguém, os especialistas recomendam que a pessoa procure uma clínica, para ser avaliada as causas reais da fadiga ou cansaço. E tudo por ser causado por coisas comuns, como depressão, doenças auto-imúnes, níveis de vitaminas e problemas de tireoide.

Em resumo, estar cansado é uma coisa a se prestar atenção. E a boa notícia é que as causas geralmente são tratáveis.

"Se você está com sono e está interferindo na sua vida, não deve pensar que isso é uma coisa normal. Precisamos perceber que, se priorizamos o sono, nos tornamos a melhor versão de nós mesmos", conclui Watson.

Publicado em: 17/12/19 23h53