Entretenimento

Este bilionário construiu um iate que vale milhões, mas não foi para realizar festas

0

O que você faria se fosse um bilionário? O nosso primeiro pensamento pode ser um tanto quanto egoísta. Há muitos problemas para resolver em nossas próprias vidas. O pensamento mais comum é quitar todos os débitos, depois ajudar um pouco os familiares e amigos. Em seguida percebemos que podemos ter uma casa maior, um carro melhor, fazer viagens infindáveis, há tantos lugares e coisas e pessoas para se conhecer mundo afora. O segundo pensamento pode ser mais humilde. É comum ouvirmos das pessoas que se elas ganhassem na loteria, ajudariam os pobres, fariam doações à organizações que cuidam dos mais necessitados, seriam gentis com a humanidade, assim como o destino foi gentil com a sua sorte…

Bem, sonhar não custa nada. Mais difícil do que realizar de fato, todos os planos e projetos que faríamos com uma fortuna é ganhar a bendita fortuna. No Brasil, segundo análise mais recente realizada pela revista Forbes e publicada pela Época Negócios, contamos com apenas 43 pessoas que podem ser chamadas de bi, não mi, mas bilionárias.

“Há apenas um bilionário para cada 3 milhões de pessoas no planeta”, explica o “Censo de Bilionários” para o portal de notícias Uol Economia.

Um desses bilionários no planeta é um norueguês chamado Kjell Inge Røkke. Ele não ganhou na loteria, pelo contrário, sua história é mais bonita do que o mero acaso de acertar números sorteados ao sabor do destino. Kjell teve uma origem simples, começou trabalhando como pescador e com estudo e muito esforço tornou-se um empresário de sucesso.

Hoje ele é dono de mais de 65% da frota marítima que pertence a um conglomerado financeiro chamado Aker ASA. Os frutos da fortuna de Kjell são um resultado da exploração de petróleo realizada nos oceano por essas frotas.

A paixão de Kjell sempre esteve mesmo entre as águas salgadas dos mares. O seu maior sonho é retribuir toda a alegria e prosperidade que as águas geladas proporcionaram a ele. Poucos vão adiante no momento de dividir a riqueza, mas Kjell foi honesto com sua promessa de devolver o que havia recebido.

Isso porque o empresário pretende retirar todo o lixo plástico dos oceanos. Ele está investindo grande parte da sua fortuna para a construção do maior iate do mundo. A missão do iate deverá atingir a meta de recolher 5 toneladas de resíduos plásticos das águas diariamente, que serão derretidos pela própria embarcação posteriormente.

Além disso, o iate também vai atuar com um centro de pesquisa capaz de acomodas até 60 cientistas em seu interior, que terão à disposição para o trabalho: um laboratório, um auditório, drones aquáticos e aéreos, dois heliportos e um veículos subaquático autônomo. A pesquisa será voltada a questões como mudanças climáticas, biodiversidade marinha e pesca exploratória.

A embarcação está sendo projetada para impactar o ambiente da menor maneira possível. A previsão é de que o iate zarpe com 100% da sua capacidade operacional até 2020 e até seu nome já foi escolhido: “REV” que é abreviação para “Research Expedition Vessel” que em português significa algo como, “Expedição de Pesquisa Vessel”.

Sobre o seu sonho, Røkke declarou que sua atitude não é nada comparada ao que o mar já fez por sua vida: “Eu desejo devolver à sociedade parte do que ela me deu. Este barco é apenas uma parte,” ele promete, segundo consta em matéria publicada pela “Waves” pelo portal Terra.

E aí? Você faria o mesmo se fosse bilionário? O que você achou dessa história? Não esqueça de deixar o seu comentário e aproveite também para compartilhar a matéria com seus amigos.

10 Atores que poderiam ser o Coringa no novo filme da DC

Matéria anterior

Como manipular cada pessoa com base nos signos do zodíaco?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos