• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Estudo revela período do ano em que as pessoas ficam mais inteligentes

POR Leticia Rocha    EM Curiosidades      27/09/18 às 16h44

A inteligência humana é algo extremamente complexo. São inúmeros os fatores relacionados que podem fazer alguém mais ou menos esperto. Segundo uma pesquisa recente, o período do ano também interfere nesse processo, ficamos mais inteligentes em estações específicas do ano. E não, não é no fim dos semestres quando nós tentamos aprender todo o conteúdo da matéria de meses em 1 semana.

Um estudo realizado pela Universidade de Toronto, no Canadá, mostrou que nosso desempenho melhora no fim do verão e no início do outono. Em comparação a esse período, na primavera e no inverno o nosso cérebro pode envelhecer até 4,8 anos.

A pesquisa

A pesquisa foi realizado apenas com idosos, com idade média de 77 anos. Foram 3.353 que participaram do estudo, que avaliou constantemente as substâncias corporais relacionadas à doença de Alzheimer.

O mal de Alzheimer é uma doença progressiva e silenciosa, que costuma atingir idosos acima de 65 anos de idade. Os principais males que a doença causa são a perda de memória e as confusões que são geradas pela degeneração das células cerebrais. Como não existe cura para a doença, a melhor forma é tentar evitá-la e preveni-la de todas as formas possíveis.

Não apenas o desenvolvimento cognitivo foi analisado. Também foram acompanhados hábitos relacionados a atividades físicas, sono e humor. A principal mudança notada durante o ano foi que durante a primavera e o inverno os genes relacionados à demência aumentaram significativamente.

Tanto os idosos que tinham Alzheimer, quanto os que não tinham, apresentaram maior capacidade de concentração e raciocínio no final do verão e no início do outono.

A causa da queda no desempenho

Apesar dos resultados, os cientistas não conseguiram encontrar o motivo específico para tais mudanças. Acredita-se que fatores ambientais justifiquem a mudança.

Luz, temperatura e o calor não só ajudariam no melhor desempenho, como também incentivariam as interações sociais. Caso confirmado que esses fatores realmente influenciam no desempenho psíquico, eles podem ser utilizados como uma nova forma de tratamento do mal de Alzheimer.

Próxima Matéria
Via   vix     journals  
Leticia Rocha
Jornalista e aprendiz de Dani Noce. No insta é ticia_rochaa
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+