Existe uma conexão entre terremotos e a Lua cheia. Entenda

POR Diogo Quiareli    EM Ciência e Tecnologia      21/03/18 às 15h15

Você já deve ter ouvido falar que a Lua tem influência nas marés, né? Alguns estudos desde o fim do século XIX analisam essa força gravitacional que mexe com as marés quando a Lua e o Sol estão alinhados. Portanto, os cientistas estudam também se esses astros teriam efeitos nos abalos sísmicos de grande impacto.

Um estudo feito recentemente pode ter trazido as primeiras conclusões sobre esse questionamento. Grandes terremotos, como o que atingiu o Chile no ano de 2010, e o do Japão em 2011, podem ter acontecido durante o período de Lua cheia e Lua nova, diz o estudo. Com essa afirmação, os pesquisadores buscam compreender melhor a causa dos tremores.

Os pesquisadores liderados por Satoshi Ide, Suguru Yabe e Yoshiyuki Tanaka, da Universidade de Tóquio, descobriram que as marés podem causar mudanças capazes de desencadear terremotos. No entanto, como seria possível isso e de que forma a Lua cheia consegue influenciar esses terremotos? Buscamos a resposta e apresentamos para vocês, leitores da Fatos Desconhecidos.

A Lua e os Terremotos

As marés criadas pela interferência gravitacional da Lua e do Sol em nosso planeta são capazes de causar uma tensão sobre as falhas geológicas no interior da Terra. Durante anos, pesquisadores estudam a possibilidade de essas forças causarem abalos na crosta.

Os pesquisadores acreditam que, com o aumento do "estresse" nas fraturas, alguns abalos poderiam evoluir e se tornar grandes rupturas. Para isso, Satoshi tentou decifrar os terremotos através de análises dos grandes tremores de terra. Os terremotos de magnitude 5,5 ou mais que aconteceram em diversas partes do mundo foram estudados. A equipe calculou também a força gravitacional nas duas semanas anteriores a cada evento.

O resultado de todas as informações revelou que os maiores terremotos ocorreram perto do momento em que as marés estavam mais fortes. Isso quer dizer que foi nos períodos em que a Lua estava em sua fase cheia ou nova. Quando a Lua, a Terra e o Sol estão alinhados. Os pesquisadores descobriram ainda que se um abalo de magnitude 5,5 começar nesses períodos, é provável que cresça até alcançar a magnitude 8 ou mais.

A relação foi vista no terremoto que aconteceu no dia 26 de dezembro de 2004, em Sumatra. O tremor devastou grande parte da ilha e causou um tsunami na Ásia que matou cerca de 220.000 pessoas. Também foi analisado o tremor de 9,0 graus de magnitude que aconteceu na ilha de Honshu, no Japão, em 2011. Nesse acontecimento, pelo menos 19.000 pessoas morreram e o terremoto atingiu a usina nuclear de Fukushima.

"Essa é uma maneira inovadora de abordar essa questão debatida por tanto tempo. O estudo nos dá algumas pistas sobre a possível relação entre a tensão das marés e a ocorrência de grandes terremotos", disse Honn Kao, cientista do Geological Survey do Canadá.

Segundo os pesquisadores, ainda existem vários outros fatores capazes de influenciar esses abalos sísmicos. Porém, as descobertas serão utilizadas para melhorar os serviços de previsão de grandes tremores.

E aí, você sabia sobre essas coisas? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.

Via   Apolo     Time     Rede Sul  
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+