‘Hipster’ da Polícia Federal foi afastado, veja o motivo
Tempo de leitura:1 Minutos, 31 Segundos

‘Hipster’ da Polícia Federal foi afastado, veja o motivo

Depois de se tornar uma celebridade instantânea em todo o Brasil após conduzir o ex-deputado Eduardo Cunha para a prisão, o “Hipster da Federal” viu sua vida passar rapidamente por altos e baixos. A atenção foi tanta que Lucas chegou a aparecer em alguns programas da televisão.

A princípio, Lucas Valença chamou a atenção por conta de seu visual ao lado de Eduardo Cunha. Agora, o agente foi afastado pela Polícia Federal e foi obrigado a tirar férias forçadas. A informação foi publicada por Ancelmo Gois, do jornal O Globo, em seu blog. Os motivos? Conceder entrevistas sem autorização da Polícia Federal, desrespeitando normas da corporação.

A decisão foi tomada pela corporação depois da grande repercussão que teve a participação do agente na operação e toda a visibilidade que ele ganhou por conta do seu visual.

00

Além do afastamento, segundo Luís Boudens, presidente da Federação Nacional dos Policias Federais, todos os agentes passaram a ter que usar balaclava, para proteger a própria identidade e evitar polêmicas.

Lucas Valença já havia sido afastado do Comando de Operações Táticas (COT), a força de elite da instituição, em outra oportunidade. Na ocasião, o Hipster utilizou uma lancha sem o aval de seus superiores e até hoje responde processo administrativo por conta do episódio.

Em apenas 24 horas depois de ser avistado em fotografias da prisão de Eduardo Cunha, o agente da Polícia Federal, até então desconhecido, se transformou num verdadeiro fenômeno na internet. Lucas Valença foi identificado e teve o perfil do Instagram invadido por novos fãs, chegando rapidamente a 200 mil seguidores num espaço de 24h. Antes da repentina fama, tinha cerca de mil seguidores.

Depois de tanta fama e atenção inesperada, com tantos novos fãs em suas redes sociais e aparições na mídia, será que valeu a pena para o Hipster da Federal?