Curiosidades

Homem ganha indenização após erro em teste de DNA

0

Um homem de Anicuns, no interior de Goiás, recebeu a notícia de um laboratório de que era pai após realizar teste de DNA. No entanto, foi provado que houve um erro e ele deve ganhar uma indenização de R$ 36,9 mil por danos morais e imateriais.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), o homem realizou um teste de DNA cujo resultado foi positivo, fazendo com que ele acreditasse ser pai de uma criança. Com isso, ele passou a ter uma relação afetiva com a criança, além de pagar a pensão alimentícia.

No entanto, com o passar do tempo, o homem começou a notar que o desenvolvimento dos traços físicos não eram parecidos com os dele, e sim de outra pessoa. Com a dúvida, ele decidiu levantar a necessidade de fazer um outro teste. Então, a outra pessoa fez teste de DNA que, para o choque de todos, também teve resultado positivo. Assim sendo, fizeram um terceiro teste que demonstrou que o segundo homem era o verdadeiro pai da criança em questão e não o inicialmente pensado.

Decisão da Justiça

A descoberta da falsa paternidade se deu no segundo semestre de 2021, entre agosto e setembro. Então, o homem entrou com uma ação na Justiça, que determinou uma indenização.

Segundo o TJGO, a decisão do juiz Renato César Dorta Pinheiro, da comarca de Anicuns, condenou o laboratório a pagar R$ 16,97 mil por danos materiais e R$ 20 mil por danos morais. Logo, a soma das duas indenizações é de quase R$ 37 mil.

“Inquestionável que o sofrimento psíquico e o abalo emocional sofrido pelo autor por conta da conduta da requerida (laboratório) na elaboração errônea do exame de DNA. Destaco que, na espécie, restou ultrapassada a esfera dos dissabores cotidianos, diante do constrangimento e, principalmente, do sofrimento de ter assumido a responsabilidade paterna de outrem”, destacou o juiz na decisão.

Como o processo envolve um menor de idade, se trata de um processo sigiloso, não revelando os nomes dos envolvidos. Portanto, não foi possível localizar o laboratório condenado para informar se haverá recurso.

Chá revelação para revelar paternidade

Reprodução

Ainda em Goiás, especificamente Palestina de Goiás, cidade que fica a 303 quilômetros da capital, uma mulher fez um chá revelação fora do comum que acabou viralizando nas redes sociais.

Isso porque ao invés de revelar o sexo do bebê, ela revelou a paternidade, visto que o ex-marido duvidou deste. Logo, em tom de ironia, ela fez um vídeo em forma de chá revelação com o resultado do exame de DNA.

A mãe que fez essa demonstração irônica foi a estudante de enfermagem Vanda Ferreira Costa, de 38 anos. No vídeo, ela confirma que seu ex-marido é o pai do filho dela. “Como o pai do Antônio Mikael pediu o DNA, está aqui, fizemos. Se der positivo, quando eu estourar o balão azul, vai aparecer a fotinho do papai e da mamãe no período de gestação”, diz ela no vídeo.

Fofoca

A mulher não estava fazendo o vídeo, publicado no dia 23 de setembro do ano passado, apenas para seu ex-marido, e sim para diversas pessoas que também moram na cidade goiana. Isso porque, em entrevista ao portal g1, a mãe alegou a toda a cidade que estava certa quanto à paternidade da criança.

Palestina de Goiás é uma cidade pequena, com menos de 3,5 mil habitantes. Dessa forma, segundo ela, as pessoas estavam comentando muito a respeito de sua vida, dizendo que a criança não seria filho do ex-marido. Sendo assim, constrangida com as fofocas, Vanda decidiu dar um jeito para acabar com as dúvidas e não dar espaço para conversas maldosas. “Só não esperava que teria tanta repercussão”, conta.

Fonte: Metrópoles

HBO Max e Discovery+ se tornarão plataforma de streaming única a partir de 2023

Previous article

Os polvos têm consciência?

Next article

Comments

Comments are closed.