Séries e Sagas

It – A Coisa deixa de fora a cena mais polêmica do livro

0

Finalmente o filme It – A Coisa estreou e desde que saiu nos cinemas, se tornou assunto de todos os portais envolvendo o meio cinematográfico. Na quinta-feira (07) o Brasil inteiro pode conferir a volta do palhaço Pennywise, após 27 anos hibernado e reviver a história que todos nós já conhecíamos há anos. Para quem ainda não sabe, a obra é de Stephen King e já teve suas edições passadas, ou seja, essa é apenas mais uma versão da mesma trama e que, até o momento, está sendo bem aceita pelo público geral. Para quem tem medo de palhaço, já avisamos que é um pouco forte e pode deixar desconfortável em vários momentos, mas não custa nada conferir.

Por mais que seja uma adaptação de livro, o filme é bem completo e deixa muitas coisas bem claras, o que já facilita para quem nunca leu a obra. Mas uma das cenas mais polêmicas da versão escrita não chegou aos cinemas por ser extremamente fora dos padrões. A versão cinematográfica cortou o final que envolvia o grupo de pré-adolescentes, mais conhecido como: Clube dos Perdedores. Nessa passagem, as crianças perdem a virgindade juntas, realizando uma grande orgia.

Após derrotar o palhaço Pennywise, os jovens se juntam, ainda na rede de esgoto onde estão perdidos e resolvem fazer uma orgia para perder a virgindade, a fim de encontrarem a saída desse lugar (wtf?) e criar um vínculo duradouro e verdadeiro entre eles. Beverly que é a única garota do grupo sugere que eles transem para conseguir tal feito, e assim acontece. Ainda perdidos e sem saber para onde ir, após o relacionamento entre todos eles, um dos meninos imediatamente se lembra de onde o grupo fez uma curva errada e assim conseguem escapar com sucesso.

Pelo que já sabemos, a cena de sexo teve que ser cortada para que assim o filme pudesse a indicativa R, ou seja, para menores de 17 anos, que ainda sim indica que o filme terá cenas de violência e palavrões. Mas não só por esse motivo. Sabemos que uma demonstração de sexo entre menores de idade causaria um grande problema social e as pessoas problematizariam ao extremo tudo isso. O diretor ainda disse algumas palavras sobre. Confiram conosco:

“Eu não estava realmente pensando no aspecto sexual disso. O livro tratava da infância e da idade adulta, deles em 1958 e já adultos. Os adultos não se lembram de sua infância. Nenhum de nós se lembra do que fizemos quando crianças, pensamos que sim, mas não lembramos disso, como realmente aconteceu”

O autor ainda afirma o nosso argumento anterior, reforçando que os tempos mudaram desde que ele escreveu e que agora há uma maior sensibilidade a essas questões como um todo.

E aí, o que você achou disso tudo? Comenta pra gente aí em baixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento e nos ajuda a alcançar novos públicos, além de levar o melhor conteúdo a quem nos acompanha.

Agora é oficial! Netflix vai mesmo perder bastante conteúdo

Artigo anterior

Veja os acontecimentos históricos no universo de Harry Potter que você provavelmente não sabia

Próximo artigo

Comentários

Comentários não permitido