Entretenimento

Como a Netflix calcula se o orçamento de uma série compensou ou não?

0

Por muitos anos, as séries de TVs foram produzidas com um orçamento de produção bastante baixo, comparado aos dias atuais. Por esse motivo, apenas algumas exceções de grandes e conceituadas redes de televisão exigiam um alto investimento, podendo ser milionário por episódio.

No entanto, as coisas mudaram em uma velocidade bem grande e as séries passaram a receber milhões para produção de cada episódio. Uma série precisa de um orçamento milionário por diferentes motivos, seja por causa do elenco de peso que ela traz, pelos efeitos especiais produzidos ou por conta da locação dos cenários, que às vezes pode exigir bastante dinheiro.

Mas, uma coisa é clara: um investimento enorme nem sempre é a garantia de sucesso de uma série. Assim, quando uma plataforma de streaming está planejando uma série, existe um cálculo de audiência potencial.

Orçamento

Tudo celular

Com isso, o orçamento estipulado para uma série é proporcional ao número de espectadores que é esperado atrair. A Netflix, por exemplo, quando a primeira temporada de alguma série é lançada, ela compara a audiência real com a projeção que tinha sido feita.

Se a meta não for batida a produção é cancelada. E algumas séries que não explodem de audiência continuam porque elas bateram suas próprias metas, que eram mais humildes. Um exemplo disso é “Grace e Frankie”. Ela está longe de ser um dos hits da gigante do streaming, mas segue firme rumo à sua sétima e última temporada.

Nessa busca por fazer o orçamento valer, várias séries foram canceladas, como por exemplo, “Sense 8”, “The OA” e “Anne with an E”. Com isso, a plataforma recebeu várias críticas dos fãs.

Em novembro de 2020, Ted Sarandos, um dos presidentes executivos da empresa, e Bela Bajara, chefe global de TV, se defenderam. “Se vocês observarem as produções com duas temporadas ou mais, verão que a taxa de renovação é de 67%, o que é o padrão da indústria”, disseram.

O ponto principal é que a audiência cria uma propaganda boca a boca sobre uma série. Isso traz novos assinantes e mantém os antigos, o que é o objetivo de qualquer plataforma de streaming.

Séries

Veja

Como foi visto, o orçamento de uma série se baseia em sua potencial audiência. No entanto, nenhuma projeção é capaz de prever se uma série irá ficar extremamente famosa e cair no gosto popular.

Só que isso não é uma coisa rara de acontecer. Algumas produções, não só fizeram sucesso, como ainda ganham dinheiro até hoje, mesmo depois do fim.

Dentre elas está “The Big Bang Theory”. De acordo com o site Hollywood Reporter, cada episódio da série custou 10 milhões de dólares. A maior parte dos gastos foi referente aos salários dos atores. Desde 2014, Kaley Cuoco, Jim Parsons e Johnny Galecki receberam cerca de US$ 1 milhão por cada episódio. No entanto, em 2017, tiveram um corte salarial de US $ 100 mil para que pudessem nivelar com os de Kunal Nayyar e Simon Helberg.

Outra série que chamou atenção, em 2016, foi “The get down”, por ter sido a produção mais cara da Netflix. De acordo com o site Business Insider, o orçamento inicial de The Get Down girava em torno de US$ 7,5 milhões por episódio, mas o custo final foi maior, sendo em média US$ 11 milhões. Diferente de muitas séries, esse custo alto não era destinado apenas à locação de cenários e elenco, mas para adquirir licenças e propriedades intelectuais das canções de R&B e funk que aparecem na série. No fim de tudo, a Netflix decidiu cancelar a série após a primeira temporada, que teve um custo de US US$ 120 milhões.

E é impossível falar de orçamentos gigantes sem citar “Game of Thrones”. Essa foi a série de maior sucesso já produzida pela HBO. No entanto, isso custou muito caro, visto que cada episódio exigiu cerca de US$ 15 milhões para ser produzido, valor que é rapidamente compreendido quando vemos a série e toda sua perfeição.

Fonte: Superinteressante, Tecmundo

Imagens: Veja, Tudo celular

Carro invade loja na Zona Oeste do Rio e cliente consegue escapar

Previous article

Menina de 5 anos ingere álcool em gel e fica internada em São Paulo

Next article

Comments

Comments are closed.