Curiosidades

Jack Dorsey vende o primeiro tweet da história por mais de 2,9 milhões de dólares

0

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, vendeu o primeiro tweet que publicou, em 2006, como um token não fungível (NFT) por mais de 2,9 milhões de dólares. Um NFT é um ativo digital que pode incluir jpegs, videoclipes ou tweets, executados em blockchain, ou seja, um livro-razão digital que verifica a autenticidade.

A versão do tweet vendida foi autografada digitalmente. O milionário tweet foi publicado na conta pessoal do CEO, no dia 21 de março de 2006, e diz “apenas configurando meu twttr”. A venda foi realizada por meio da plataforma digital Valuables, que permite a compra e venda de tweets autografados por seus criadores.

Quem arrematou o tweet foi a CEO da Bridge Oracle, Sina Estavi. A guerra de lances ocorreu com o empresário de tecnologia Justin Sun. “Este não é apenas um tweet! Acho que anos depois as pessoas perceberão o verdadeiro valor desta publicação. É como se fosse a pintura da Mona Lisa”, disse Estavi, no Twitter .

Dorsey informou em sua conta pessoal do Twitter que vai converter o dinheiro arrecadado em Bitcoin para, em seguida, doá-lo para a instituição de caridade GiveDirectly, que ajuda pessoas na África que vivem em meio à pobreza.

Do nascimento a uma década

Como todos sabem, o Twitter foi fundado em março de 2006. Na época, quando dominava o universo da Internet era o MySpace – o Facebook, à data, era usado apenas por estudantes universitários, ou seja, era praticamente um bebê dando seus primeiros passos.

Em 2016, quando o Twitter completou dez anos, a plataforma decidiu comemorar o aniversário enviando uma singela mensagem a todos os seus usuários. O texto, escrito em 140 caracteres com a ajuda de dois emojis, dizia: “Começando nos [emoji dos EUA] e avançando para todo o [emoji do planeta Terra], agrademos por 10 anos incríveis. Love, Twitter”.

A publicação, para quem não se lembra, foi ilustrada por um vídeo curtinho, com dois minutos e meio de duração – tempo mais do que suficiente para deixar registrado os momentos mais marcantes de uma década.

Mesmo parabenizando seus 320 milhões de usuários, o valor de mercado da plataforma estagnou, afinal, dez anos depois o Facebook, que antes dava seus primeiros passos, já havia conquistado mais do que o esperado: a empresa de Mark Zuckerberg já havia abraçado cerca de 1,6 bilhão de usuários.

O valor da plataforma

Para se manter firme e inabalável, Jack Dorsey, um dos fundadores do Twitter, assume o cargo de CEO e, na posição, realiza uma reestruturação profunda. As novas medidas adotadas pelo empresário mostram-se mais do que viáveis e os problemas de crescimento e rentabilidade da plataforma praticamente desaparecem.

Com ações de 16,84 dólares, o Twitter passou a valer 11,85 bilhões. “Por comparação, o Facebook está cotando nos 111,45 dólares e a capitalização é de 313,94 bilhões; o LinkedIn, uma rede social muito específica e de nicho, vale 14,92 bilhões com os títulos nos 113,06 dólares”, revelou o portal BitMag.

O segredo de tanto sucesso, conforme expõe o site BitMag, são os “marketeers, as celebridades, os fazedores de opiniões e as marcas em geral, que a utilizam como um meio de comunicação com os clientes”.

Hoje, a plataforma já está com seus 15 anos e, provavelmente, vale muito mais que há dez anos. Caso siga fielmente as diretrizes estabelecidas, o sucesso, com toda certeza, está garantido.

7 primeiras atuações de celebridades do cinema que vão te assustar

Matéria anterior

Assim seriam os personagem de Crepúsculo se fossem fiéis aos livros

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.