Se você acompanha os noticiários, recentemente deve ter ouvido falar do coronavírus. A China está sob alerta, pois os primeiros casos noticiados foram no país. Os coronavírus são, na verdade, um grupo de vírus de genoma de RNA simples de sentido positivo. São conhecidos desde meados dos anos 1960. A maior parte das pessoas se infecta com os coronavírus comuns no decorrer da vida. Eles são uma causa comum de infecções respiratórias brancas e moderadas, porém, de curta duração. Devido aos relatos sobre a situação da China, o mundo todo voltou seus olhos para o país asiático.

A maior preocupação foi o ano-novo chinês, festa tradicional que aconteceu no último dia 25 de janeiro. Esse é o dia onde os chineses comemoram sua festa tradicional e recebe turistas do mundo inteiro. Além disso, é quando os chineses costumam viajar para outros países, principalmente da Ásia. O medo de uma epidemia global é grande e até mesmo nós, brasileiros, corremos o risco de viver isso, embora estejamos distantes da China. Uma jovem de Belo Horizonte precisou ser internada suspeita de portar o vírus que já fez diversas vítimas fatais. Desde que o caso da jovem veio à tona, os brasileiros passaram a temer ainda mais a situação.

Jovem de Belo Horizonte suspeita de Coronavírus

Publicidade
continue a leitura

Uma jovem de apenas 22 anos apresentou sintomas que podem ser enquadrados como os do coronavírus, em Minas Gerais. O mais preocupante é que ela esteve na China recentemente e agora está sendo monitorada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. A informação sobre o caso foi divulgada pelo jornal Estado de Minas. Segundo informações, a mulher apresenta alguns sintomas respiratórias e febre baixa. Ela está internada e sob observação desde sexta-feira.

Publicidade
continue a leitura

A secretaria, no entanto, não informou de qual cidade e quando a jovem retornou para Belo Horizonte. O Coronavírus já matou cerca de 105 pessoas na China e infectou mais de 4 mil.  "A paciente está bem, já recebeu atendimento e todas as providências necessárias foram tomadas", informou os responsáveis pelo caso. Ainda na semana anterior, foi descartado um primeiro caso do vírus no Brasil. A paciente era uma mulher de 35 anos que veio da China. Ela apresentava sintomas semelhantes, mas tudo foi esclarecido.

Publicidade
continue a leitura

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária aumentou a atenção em portos e aeroportos do país para casos suspeitos. Mesmo com o aumento do alerta, a agência não vai mudar os procedimentos que já eram adotados em casos de outras doenças. O Ministério da Saúde descartou uma suspeita de contaminação pelo vírus identificada em Niterói, no Rio de Janeiro. Em uma nota, a pasta declarou que o paciente suspeitos, internado no Hospital Icaraí não se enquadra na definição do caso.

E aí, o que você achou dessa matéria? Também preocupado com uma possível nova epidemia? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Publicado em: 28/01/20 13h45