Ciência e TecnologiaNotícias

Júpiter, Vênus e Marte estavam visíveis no amanhecer de São Paulo

0

O amanhecer de São Paulo foi um pouco diferente que aquele que os moradores e visitantes estão acostumados. Isso porque, desde a última sexta-feira (15), é possível ver quatro planetas do nosso sistema solar: Júpiter, Vênus, Marte e Saturno. No entanto, engana-se quem pensa que a visão oferece algum detalhe a olho nu. Os planetas aparecem como pontinhos luminosos que se movimentam lentamente pelo céu.

“Os planetas sempre aparecem mais ou menos sobre uma ‘reta’. Isso ocorre porque todos giram em torno do sol em um mesmo plano, como se estivessem sobre uma mesa. Esse plano se chama tecnicamente de plano eclíptico, perpendicular ao plano do céu”, explica o professor Roberto Dell’Aglio Dias da Costa, do Instituto de Astronomia, da USP.

Dessa forma, uma reportagem na TV Globo registrou o fenômeno inesquecível na região central da capital paulista, próximo à Catedral da Sé. Ainda de acordo com o especialista, todos podem tentar buscar por Júpiter, Vênus, Marte e Saturno no céu. Para isso, basta olhar na direção leste, que é onde nasce o Sol. De preferência, que seja entre 4h30 e 5h30 da manhã.

“É só procurar a direção do nascer do sol. Todos os lugares são equivalentes, o importante é ter o horizonte leste livre de prédios ou árvores”, indica o professor. Por mais que seja surpreendente, o fenômeno registrado que arrancou suspiros dos moradores não é tão incomum. No entanto, o que varia é a quantidade e o conjunto de planetas que se vê.

Planetas no céu paulista

Por exemplo, Vênus, que é o segundo planeta de baixo para cima nos registros, já é visível no pôr do Sol e até no nascer, às vezes. Contudo, agora, mesmo com mais três planetas ao seu redor ao amanhecer, Vênus segue sendo o planeta que mais chama atenção.

“É um planeta que está bem perto da Terra e é muito refletivo, porque está sempre envolto em nuvens. Como está próximo do Sol e sua órbita é rápida, os antigos o chamavam de Estrela Dalva”, explicou o pesquisador da USP.

Sendo assim, o fenômeno não foi visto somente em São Paulo. Ao sul do Brasil, os quatros planetas alinhados puderam ser vistos de Guaíba, no Rio Grande do Sul, na madrugada da última terça-feira (19).

Se você gosta de astronomia, vale a pena conferir o alinhamento de quatro dos cinco planetas visíveis ao olho nu. Não é necessário o uso de binóculos ou telescópios, conforme explica o site americano IFL Science.

Saturno é o primeiro planeta a surgir no horizonte, seguido por Marte. Depois, é possível ver Vênus e, por fim, Júpiter. Tecnicamente, Netuno está no alinhamento, mas o planeta só é visível com um bom telescópio.

Por quanto tempo irá durar?

Laura Dias da Costa/Arquivo pessoal

Os quatro planetas estarão alinhados por várias semanas. Portanto, não se preocupe se não conseguir acompanhar o fenômeno essa semana. Além disso, de acordo com especialistas, a dica é se preparar para ver o alinhamento no dia 1º de maio, que é quando Júpiter e Vênus estarão em conjunção. Isso significa que os planetas irão aparecer muito próximos ao céu.

Mercúrio estará em uma posição privilegiada em 1º de maio. Contudo, isso será logo após o pôr do Sol, quando o planeta será visto seguindo o Sol além do horizonte, próximo ao aglomerado de estelas das Plêiades, o mais conhecido pela humanidade.

O céu anda bem movimentado, ao que tudo indica. Em Teresópolis, no Rio de Janeiro, o fotógrafo de astronomia Kiko Fairnairn registrou o fenômeno raro da conjunção entre Vênus e Marte. Com isso, emplacou a seleção da imagem do dia da Agência Espacial Americana (Nasa) no dia 29 de março.

Kiko Fairbairn

Fonte: G1

Entenda os sintomas de gravidez sofridos por MC Loma

Matéria anterior

Herói de São Conrado: bodyboarder resgata salva-vidas de afogamento

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications