Curiosidades

Lago de lava borbulhante é descoberto na Ilha Antártica

0

Um gigantesco lago de lava foi descoberto em uma remota ilha subantártica no Oceano Atlântico Sul. É apenas o oitavo lago de rocha derretida já descoberto na Terra. Cientistas da University College London (UCL) e da British Antarctic Survey (BAS) encontraram-no em cerca de 1.600 quilômetros ao norte da borda leste do Mar de Weddell, na Antártida. A descoberta aconteceu depois de observarem imagens de satélite da ilha desabitada entre 2003 e 2018. Dentro do vulcão coberto de neve do Monte Michael, geralmente, coberto por nuvens pesadas, contém um lago de lava borbulhante. As medições mostram que a rocha fundida no lago de lava é quente: entre 989 e 1.279 graus Celsius.

A ilha Saunders é parte de uma cadeia vulcânica remota conhecida como Ilhas Sandwich do Sul. Elas estão designadas como Territórios Ultramarinos Britânicos. Os “achados” eram “extremamente difíceis de acessar e, sem imagens de satélite de alta resolução, seria muito desafiador aprender mais sobre esse incrível aspecto geológico”, disse a geógrafa Danielle Gray.

Lago de lava borbulhante

Embora lagos com lavas borbulhantes sejam comumente ligados aos vulcões, apenas sete foram encontrados anteriormente. Os cientistas tinham conhecimento sobre uma anomalia de temperatura no vulcão da Ilha Saunders há vários anos. Porém, um estudo da BAS de imagens de satélite em 2001 não foi capaz de determinar o que causou isso, disse o geólogo Alex Burton-Johnson à Live Science.

Afinal, a ilha é tão remota que poucos pesquisadores conseguirem ter acesso ao Monte Michael. “Ele foi visitado no fundo muito raramente, e ninguém chegou ao topo”. O último estudo usou fotografias de satélite de alta resolução da montanha.

As imagens foram registradas em comprimentos de onda projetados para destacar qualquer atividade geotérmica. Essas fotografias mostraram conclusivamente que a cratera do Monte Michael contém um lago de rocha derretida, embora os pesquisadores não tenham sido capazes de determinar a que distância ela está abaixo da borda do vulcão.

Enquanto muitos vulcões lançam lava quando entram em erupção e formam piscinas temporárias e lagos de rocha derretida, estes geralmente secam em rocha sólida dentro de poucos dias ou semanas, ele disse.

Os outros sete lagos persistentes de lava são: os vulcões de Nyiragongo na República Democrática do Congo; Erta Ale na Etiópia;  ao lado do mar de Ross na Antártida; e Monte Yasur em Vanuatu. Além disso, também pode ser encontrada a ilha vulcânica de Ambrym em Vanuatu, a Kilauea no Havaí e a caldeira Masaya na Nicarágua.

O grande enigma

Os geólogos estavam intrigados com o motivo pelo qual a lava permanece líquida em apenas alguns lugares. Mais tarde, eles determinaram que o calor de erupções de gases vulcânicos, como vapor, dióxido de enxofre e dióxido de carbono, poderia manter alguns lagos de lava a uma temperatura alta o suficiente para mantê-los derretidos. Esse parece ser o caso do Monte Michael na Ilha Saunders. Até porque ele contém um persistente lago de lava borbulhante desde pelo menos 2003.

Burton-Johnson disse que o próximo passo seria alguém pilotar uma aeronave ou um zangão aéreo sobre a cratera do Monte Michael para tirar fotos do lago de lava. No entanto, isso pode levar anos para ser arranjado. “O problema é que as Ilhas Sandwich do Sul são tão incrivelmente remotas. Há muito pouco tráfego de navios que passa por lá”, disse ele. “Portanto, não existem muitas possibilidades para os navios de pesquisa nessa área”.

Stranger Things se transforma num anime neste incrível vídeo feito por fãs

Matéria anterior

O coração de algumas espécies de animais se adapta para viver sem oxigênio, entenda

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.