CuriosidadesHistória

Mitologia brasileira: será que você conhece os seus deuses?

11

Thor? Zeus? Yggdrasil? Hórus, Hades e Deus? Esses podem ser deuses que aparentemente não têm nada a ver, mas, juntos, são alguns dos arquétipos mitológicos brasileiros, que explicam com divindades a existência de trovões, da vida e da natureza, assim como o costume humano exige. Afinal, em povos tribais, a maior parte das explicações para fenômenos naturais era atribuída a entidades sobrenaturais, o que pode parecer ridículo, mas até hoje é aplicado: afinal, quem nunca pediu ajuda pra São Longuinho pra achar alguma coisa?

Tupã

22-04-2013-o-que-c3a9-o-que-c3a9-sxc-l

Esse mítico deus dos trovões e tempestades brasileiro é uma versão tupiniquim do deus nórdico Thor, e, da mesma forma, era a explicação dos povos antigos para a raiva luminosa dos relâmpagos que iluminam o céu. Onipresente, também poderia ser uma analogia ao deus grego Zeus, já que é considerado o líder da cúpula divina da mitologia tupinambá.

Jaci

jaci___goddess_of_moon_by_rodmendez-d6q12qr

Essa deusa da lua e da noite seria a responsável pela magia e encanto na vida dos homens, e teria sido criada por Tupã para embelezar o mundo que havia criado. Irmã de Iara, a deusa dos lagos serenos, mais tarde Jaci acabou se tornando a própria esposa de Tupã.

Guaraci (ou Quaraci)

Giant_prominence_on_the_sun_erupted

Uma representação indígena do deus Sol, é associado à pureza e verdade, assim como Brahma (hinduísmo) e Osíris (egípcio).

Yorixiriamori

281232_Papel-de-Parede-Ataque-da-Fenix_2560x1440

Era um deus que encantava as mulheres com seu talento e beleza, e que por isso acabou virando alvo de ódio dos homens, transformando-se num pássaro para fugir. Essa história é contada no conto “A árvore cantante”, um clásico dos Ianomâmis.

Anhangá

Clash-Of-The-Titans-Kraken

O análogo a Hades e o Diabo, esse é o inimigo de Tupã e deus do “inferno”, e pode se transformar em vários animais diferentes. Quando alguém o vê, esse costuma ser um sinal de azar.

Ceuci

yggdrasil_and_dragon_by_tattoo_design-d7652i2

Deusa das lavouras, moradias e filha de Jurupari (que é o nome de um peixe brasileiro), nasceu dos frutos da árvore Purumã, que representa a morte e a vida para os Tupi-Guarani (como a Yggdrasil nórdica).

Akuanduba

Couse-The Flute Player

Uma divindade dos índios araras, toca a sua flauta para dar sustentação e ordem ao mundo, representando a harmonia divina.

Wanadi

wiyu2-3b-wp

Deus dos iecuanas, faz parte de um mito no qual teria criado três seres vivos para habitar o mundo. Os dois primeiros, entretanto, teriam saído defeituosos, tornando-se os males do mundo, enquanto o terceiro teria nascido perfeito.

Yebá Bëló

000

Chamada de “mulher que apareceu do nada”, é citada como a responsável pela criação da humanidade segundo os Dessanas. De acordo com a lenda, teria moldado os homens e mulheres das folhas de coca que masca, chamadas de ipadu.

Síndrome de Riley-Day: a maldição de nunca sentir dor

Matéria anterior

Quebrando mitos: você sabia que Jesus era negro?

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

11 Comentários

  1. Só nomes bonitos.

  2. Yorixiriamori será o nome do meu filho. *—*

  3. Coisa de índio!

  4. caraca … nunca ia saber disso…. que foda

  5. eles são deuses indijenas ?

  6. Interessante. A mitologia aqui no Paraguay também é muito semelhante pelo fato dos índios tupi guarani e os “guarani” daqui sserem praticamente os mesmos. Algumas diferenças no jeito de falar os nomes só, por exemplo Jasy e kuarahy, o “y” tem um som parecido com o “u”. Inclusive o idioma guarani aquí é ensinado em todos os colégios.

  7. Aprendi sobre alguns deles no Catalendas.

  8. Yebá Bëló, que desenho chinês é esse ai representando essa divindade???

  9. “Indijenas” não,
    indìgenas. E sim eles são deuses indígenas

  10. Eu conheço o meu Deus! Um Deus vivo .. que cura, liberta, salva!

  11. Tira a parte do “Vivo” plz.

Comentários não permitidos.