• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Síndrome de Riley-Day: a maldição de nunca sentir dor

POR Thamyris Fernandes    EM Ciência e Tecnologia      17/10/14 às 22h34

Sabe quando vem aquela dor aguda em alguma parte do seu corpo e tudo o que você mais quer na vida é nunca mais ter esse tipo de sensação? Pois é, existem pessoas nesse mundo que, simplesmente, não conseguem sentir dor! Mas, antes que você inveje essa "habilidade" é preciso saber sobre algumas coisinhas, nada agradáveis, às quais essa pequena parcela da população está sujeita.

Isso porque a insensibilidade à dor não é algo normal e consiste em uma doença hereditária, chamada síndrome Riley-Day. O problema se trata de uma mutação no gene IKBKAP do cromossomo 9, que de forma geral, afeta o sistema nervoso autônomo, prejudicando o funcionamento dos neurônios sensoriais, responsáveis por "alertar" as pessoas de que algo não está bem por meio da dor.

1

Assim, quem sofre com a doença está muito mais exposto a acidentes. Aliás, por esse motivo, os portadores da síndrome de Riley-Day tentem a morrer bem jovem, antes dos 30 anos de idade, por causa de ferimentos ou lesões mais sérias, que acabam se complicando. (Clique para conhecer também as 8 piores doenças da história).

Mas, além da incapacidade de sentir dores, há outros sintomas característicos da doença, que podem ser notados desde a infância. Insensibilidade à dor, crescimento lento, incapacidade de produzir lágrimas, dificuldade em se alimentar, episódios prolongados de vômitos, convulsões, transtornos do sono, deficiência no paladar, escoliose e hipertensão são alguns deles.

2

Entretanto, se depois de tudo isso você ainda achar que não sentir dor é uma vantagem, fique sabendo que o tratamento do problema é drástico. Os portadores da síndrome precisam usar medicamentos anticonvulsivos, colírios para impedir o ressecamento dos olhos, antieméticos para controlar os vômitos, além de ser preciso ter cuidados extremos para prevenir ferimentos graves.

Próxima Matéria
Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+