Modelo esfaqueia a irmã gêmea após descobrir que as duas gostavam do mesmo rapaz

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      03/02/15 às 17h50

Uma modelo de 22 anos foi presa após esfaquear a irmã gêmea durante uma discussão, em Rijeka, na Croácia. A briga aconteceu depois que Sara Grkovic descobriu que Dajana estava apaixonada pelo mesmo rapaz que ela.

A jovem está internada em um hospital da região, segundo o jornal Daily Mail. "Elas estavam brigando por causa de um homem que as duas gostam", relatou um vizinho das irmãs a uma rede de televisão local.

"Ele teria começado um relacionamento com Dajana, mas Sara não estava feliz com isso. Eu nunca pensei que Sara pudesse tentar matar a irmã".

As modelos moram em um apartamento com a mãe, que estava viajando pela Alemanha para cuidar de negócios. "Elas ficaram mais agressivas depois da viagem da mãe. Mas nunca pensei que fossem acabar desta forma", contou outro vizinho. "Elas são lindas. Eu não acho que elas se preocupavam em competir com outras mulheres que não elas mesmas", disse.

Dajana está estável na unidade de terapia intensiva (UTI) de um hospital croata. Ela sofreu profundos no peito e na coxa direita. Sara vai responder por tentativa de homicídio.

Crimes cometidos por gêmeos

22

Dois irmãos gêmeos idênticos escaparam da pena de morte por tráfico de drogas na Malásia porque a juíza não conseguiu provar qual dos irmãos era culpado e recusou-se a sentenciar a pessoa errada. Assim, Sathis e Sabarish Raj, de 27 anos, saíram ambos em liberdade.

Um dos irmãos foi detido em Agosto de 2003, no momento em que transportava no seu carro 166 quilos de haxixe e quase dois quilos de ópio bruto, em direcção a uma casa, nos arredores da capital do país, Kuala Lumpur.

O segundo chegou pouco tempo de depois ao local, acabando por ser preso. E esse foi o erro (mas a salvação do criminoso) porque a partir daí, nem os policiais nem os testes de DNA conseguiram distinguir qual deles tinha estado na posse da droga.

A juíza Datuk Zaharah Ibrahim afirmou que, apesar de o Ministério Público ter provado que um dos irmãos era o responsável pela droga encontrada na casa e no carro, as dúvidas sobre a quem pertencia impediam uma condenação.

 

 

Rafael Miranda
Jornalista viciado em memes e amante da cultura pop.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+