Curiosidades

Mulher é internada para diminuir mama, médico coloca próteses e realiza lipo

Cirurgia plástica
0

Para muitas mulheres, o peso dos seios pode causar dores intensas e constantes nas costas. Assim, a enfermeira Tiffany Mills, de 29 anos e natural dos Estados Unidos, decidiu encerrar o ciclo de dor. Após juntar dinheiro o suficiente para realizar a cirurgia de redução, ela acordou na sala de recuperação com uma barriga lipoaspirada, abdominoplastia e próteses maiores que seus seios.

Essa situação ocorreu em novembro de 2021. Então, Tiffany entrou em contato com a clínica em que realizou a cirurgia. No entanto, só responderam depois de dois dias e alegraram que houve uma troca de prontuários. Em seguida, disseram que a enfermeira não deveria reclamar já que “ganhou uma cirurgia de graça”.

Acordei na pior dor que já senti na minha vida. Eu não podia ter passado por cirurgia abdominal porque não tinha nenhuma pele extra para puxar. Eles esticaram a minha pele demais, fiquei com muitas cicatrizes e não conseguia nem ficar em pé”, contou a americana, em entrevista ao site Kennedy News and Media.

Além disso, Tiffany relata que, ao acordar sob efeito da anestesia, os enfermeiros a tiraram da cama. Segundo eles, estavam sem leito. Por isso, a transferiram para um hotel, onde ela acordou com drenos na barriga. “Eles nem me mantiveram em observação, só me tiraram dali o mais rápido possível”, conta.

Complicações da cirurgia

Cerca de duas semanas depois do procedimento, Tiffany foi levada às pressas para o hospital depois que as próteses nos seios romperam a pele. Logo, causaram coágulos sanguíneos que foram para os pulmões e para suas pernas. Médicos também diagnosticaram a americana com infecção grave, temendo que o quadro evoluísse para choque séptico.

“Fiquei internada quatro dias, e passei por um tratamento de dois meses. Estava tomando cinco tipos diferentes de antibióticos para a infecção”, conta. Por conta das complicações, a americana contou ter entrado na Justiça para conseguir um reembolso. Além disso, ela espera reverter o prejuízo causado, já que passou por mais duas cirurgias para resolver os problemas.

“A clínica ainda está tentando dizer que a cirurgia feita foi e que eu pedi”, diz. Já o centro médico em que Tiffany passou pela cirurgia foi procurado pela reportagem americana, mas não respondeu.

Miss tem sérios problemas após cirgurgia plástica

Yulia Tarasevich

Reprodução

Outro caso de cirurgia plástica que teve um fim desagradável foi a da modelo Yulia Tarasevich, de 43 anos. A miss russa e vice-campeã do concurso Mrs Russia International de 2019 se submeteu a procedimentos estéticos em seu rosto. Dessa forma, ela afirmou não poder movimentar a face mais.

Eu só queria corrigir algumas nuances causadas pelo envelhecimento. Mas, infelizmente, perdi minha saúde”, revelou em entrevista ao Daily Mail. Yulia fez uma mini lipoaspiração, lifting facial e uma correção nas pálpebras – mais conhecida como blefaroplastia. “Fui ao médico com um “rosto bonito e saudável”, lembra.

“Meus olhos não fecham e não consigo sorrir. Não consigo levantar o lábio superior e uma parte do meu rosto não funciona”. Assim, para consertar os erros, a miss desembolsou quase R$ 115 mil. No entanto, ainda não recuperou os movimentos como gostaria.

Fonte: Metrópoles

Charlie Cox confirma que ele vai voltar como Demolidor no MCU

Matéria anterior

Infarto: saiba quais são os sintomas menos conhecidos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos