CuriosidadesMundo Animal

Mulher funda ONG de proteção aos leões com tribo africana que matava os animais

0

leão

A bióloga Leela Hazzah, de 35 anos, doutora em biologia da conservação da vida, começou a observar a diminuição de leões africanos enquanto estudava. Os animais estavam morrendo devido a conflitos com humanos e perca de habitat.

Durante a sua pesquisa, Leela passou um ano na tribo de guerreiros Maasai, que tinha tradição de matar leões. A bióloga queria entender a relação dos guerreiros com os animais que eram mortos. A partir disso ela descobriu que os Maasai dependem de seus rebanhos, que são alvo dos leões. Muitas vezes toda a criação é perdida e a tribo fica sem ter o que comer.

A morte dos leões, que inicialmente funcionava como uma maneira de defesa, acabou se tornando uma tradição, o guerreiro que matasse um leão era considerado um herói. Durante o convívio com os Maasai, Leela teve a ideia de fundar a Lion Guardians, ou Guardiões de Leões em português. A ONG, criada em parceria com a tribo, foi fundada em 2007 e mudou os costumes. Os guerreiros deixaram de caçar animais para protegê-los.

tribo

tribo 2

Os 8 recordes mais bizarros do Guinness

Matéria anterior

Saiba como viajar de graça nos aviões da Força Aérea Brasileira

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications