Curiosidades

NASA lança plano detalhado para base lunar em 2024

0

As pessoas são fascinadas com o espaço e as coisas que tem nele. A lua é um dos corpos celestes mais pesquisados. Ela tem uma função importante para a Terra. Ela influencia marés, movimenta os oceanos e é responsável pela vida nos mares. E mais, também faz com que a Terra mantenha seu eixo, sem titubear.

E esse nosso vizinho cósmico, e o único corpo do sistema solar que os humanos já pisaram, e é bem conhecido. Mas parece que o que já se conhece a respeito dela é pouco. Tanto que a NASA revelou novos detalhes da missão Artemis, que tem o objetivo de pousar na lua.

Foram revelados coisas como um orçamento detalhado, cronogramas do projeto e um plano bem ambicioso de construir uma base permanente no polo sul lunar.

Orçamento

Essa volta dos EUA à lua em 2024, vai custar para os contribuintes americanos 28 bilhões de dólares. Desses, 16 bilhões vão para o programa Sistema de Aterrissagem Humana. A NASA divulgou esses e mais detalhes em um relatório de 74 páginas.

Desse dinheiro todo, 7,6 bilhões de dólares iriam para a espaçonave Orion e para o próximo Sistema de Lançamento Espacial. Um bilhão iria para o desenvolvimento de tecnologias de exploração, e 518 milhões de dólares para desenvolver e fabricar os trajes lunares para os astronautas. O preço total de 28 bilhões de dólares é aplicável entre os anos 2021 e 2025.

Segundo o SpaceNews, o mais ameaçado é o financiamento do Sistema de Pouso Humano. Isso depois que o congresso dos EUA “aprovou um projeto de lei em julho que forneceu ao programa um pouco mais de US$ 600 milhões para o ano fiscal de 2021. Uma fração do pedido da agência de mais de US$ 3,2 bilhões. Falando a repórteres, o administrador da NASA, Jim Bridenstine, disse que espera ver esse dinheiro até o Natal. O que significaria que a agência espacial ainda está no caminho para um pouso na Lua em 2024”, disse a agência de notícias AFP.

Detalhes

Entretanto, não é certeza que a Câmara irá aprovar essa parcela do dinheiro solicitado. Principalmente por conta da pandemia global. Além disso, o então presidente Donald Trump antecipou o pouso da missão Artemis de 2028 para 2024. E esse encurtamento de prazo, gerou um aumento significativo nos custos a curto prazo.

Atualmente, existem três equipes trabalhando em conceitos do Sistema de Aterrissagem Humana. No entanto, nenhuma foi oficialmente aprovada pela NASA, para ser usada durante os pousos lunares.

Dentre eles, o esforço feito pela Blue Origin, com contribuições da Lockheed Martin, Northrop Grumman e Draper, parece ser o pioneiro. Ela entregou uma réplica de aterrissagem em escala real para a NASA em agosto de 2019.

Missão

Além das questões de custo, o novo relatório também tem outros detalhes sobre a missão Artemis. A NASA informou que tem o objetivo de pousar perto do polo sul lunar. O que já é diferente do informado em relatórios antigos, que diziam que a agência planejava o pouso perto dos lugares das antigas missões Apollo.

Quando os astronautas já estivessem no polo sul lunar, eles teriam que coletar gelo de água. Coisa que as tripulações do Apollo não conseguiram fazer nos seus lugares de pouso.

Essa missão Artemis será dividida em três etapas. A Artemis I, sem tripulação, seria o lançamento inaugural do Sistema de Lançamento Espacial da NASA. Ela deve acontecer em 2021.

A Artemis II, seria lançada em algum momento de 2023. E ela levaria os astronautas para a órbita lunar. Funcionando como uma reprise das missões de ensaio Apollo 8 e 10. A missão vai dar à tripulação a oportunidade de pilotar manualmente a Orion.

E finalmente, na Artemis III, que está prevista para 2024, a NASA levaria dois astronautas, um homem e uma mulher, para a superfície da lua. Lugar que não vê uma pegada humana desde 1972.

Os astronautas ficariam na lua aproximadamente sete dias, coletando amostras, fazendo experimentos e mais outras coisas.

Cachorros não nos entendem tão bem como imaginávamos, mostram essas imagens do cérebro

Matéria anterior

Resíduos de plástico viajam milhares de quilômetros em questão de meses

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.