Curiosidades

Nem todas culturas se preocupam igualmente com estranhos, como mostra esse ranking

0

Felizmente o nosso planeta tem uma diversidade muito grande. Não apenas de paisagens, mas também de culturas. E claro que costumes, regras, crenças, e formas de agir mudam de acordo com a cultura de um determinado país. Algumas culturas são conhecidas por serem mais calorosas, enquanto outras mais frias. E você já parou para pensar se as pessoas da sua cultura se preocupam com as outras pessoas, mesmo que elas sejam completos estranhos?

A cooperação em pequena escala e que tem um baixo custo é uma coisa essencial para uma comunidade saudável. Mas esse ponto não tinha recebido a devida atenção dos cientistas. Contudo, um novo estudo comparou essa dinâmica social em 31 países para descobrir que existe sim diferenças entre as relações quando o assunto é consideração por outras pessoas.

“Com pouco ou nenhum custo material, a atenção plena social normalmente envolve pequenos atos de atenção ou gentileza. Embora bastante comum, essa cooperação de baixo custo recebeu pouca atenção empírica”, escreveram os pesquisadores.

Estudo

Estranhos1, Fatos Desconhecidos

Segundo os pesquisadores, esse tipo de atenção às outras pessoas deve ser considerado e estudado de forma separada do comportamento humano quando existem custos envolvidos. Seja ele dinheiro, ou algum tipo de esforço.

Em seu estudo, eles fizeram vários experimentos com 8.354 pessoas em 34 países diferentes. Para testar a consciência social das pessoas eles usaram uma abordagem onde os participantes ficavam em frente a uma tela e tinham que escolher entre diferentes objetos de valor menor sabendo que outra pessoa, que eles não conheciam, iria escolher também logo em seguida.

Experimento

Estranhos2, Fatos Desconhecidos

O teste era esse porque, dependendo de qual item a pessoa escolher, ela pode influenciar se a próxima pessoa pode faze uma escolha. E dar essa opção a alguém é considerado ser socialmente consciente.

Por exemplo, em uma das opções os participantes tinham duas maçãs verdes e uma vermelha. Os que pegaram uma maçã verde demonstraram consciência social, já que deixaram a próxima pessoa com a opção de escolher entre a maçã vermelha e a verde. Os voluntários que escolheram a maçã vermelha não deixaram opção para a próxima pessoa.

Cada um dos participantes fez 24 dessas escolhas com objetos aleatórios. Dentre os participantes, os que estavam no topo da consciência social eram do Japão, Áustria, México, Israel, República Tcheca, Suíça, Holanda, Cingapura, Espanha e Alemanha.

Ranking

Estranhos3, Fatos Desconhecidos

Já os participantes que estavam com uma pontuação pior eram da Argentina, Estados Unidos, Canadá, Coréia do Sul, Grécia, Hong Kong, África do Sul, Turquia, Índia e, por último, Indonésia.

Por mais que essa diferença na consciência social em alguns países fossem bem significativas, os pesquisadores não tem o objetivo de julgar determinado país ou dizer que alguma nação é “melhor” do que outra.

“Não atribuímos um julgamento de valor aos resultados da pesquisa. O principal é que existem diferenças. É o que esperávamos, mas não foi comprovado cientificamente”, disse o psicólogo Niels van Doesum, da Universidade de Leiden, na Holanda.

Entre as possíveis explicações para essa diferenças acontecerem, ela pode estar no nível de confiança que as pessoas tem em estranhos, nos níveis de educação, na prosperidade econômica, ou falta dela, ou então na prevalência de valores religiosos. Mais estudos são necessários para que isso possa ser melhor compreendido.

O objetivo dos pesquisadores é que estudos psicológicos como esse aprofundem a compreensão de como as pessoas tratam estranhos.

Fonte: https://www.sciencealert.com/not-all-cultures-are-equally-mindful-of-strangers-here-s-how-your-country-ranks

Esse bebê tubarão nasceu em um aquário somente feminino e pode ser o primeiro ”nascimento virginal” da história

Matéria anterior

Vulcões podem ter sido responsáveis pelas primeiras baforadas de oxigênio na Terra

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos