Curiosidades

O olfato pode nos dar um alerta rápido a respeito do perigo

0

A maioria dos seres humanos possui cinco sentidos, que ajudam a perceber o mundo ao seu redor. Em suma, a ciência já estudou novos sentidos que podem mostrar que temos até mais que os consagrados tato, paladar, olfato, audição e visão. Mas dentre os cinco principais cada um tem uma importância específica. Contudo, eles podem trazer algumas surpresas.

Um novo estudo mostrou que o olfato humano pode ser excepcionalmente bom e rápido para alertar as pessoas a respeito do perigo. Se revelou isso através de dois experimentos feitos pelos pesquisadores do Instituto Karolinska, na Suécia. Eles mostraram que os nervos detectores de odores bem no fundo do nariz começam a processar os odores negativos no momento em que eles são detectados. E isso acaba acionando no corpo humano uma resposta mais rápida.

Ademias, fazendo uma comparação com os outros sentidos, o sistema visual e auditivo enviam repostas sensoriais para unidades especializadas dentro do cérebro para que elas sejam processadas. O que acaba atrasando o tempo que o corpo leva para se mover.

Isso pode parecer uma surpresa, já que os humanos são muito dependentes da visão e da audição para navegar em seu dia-a-dia. Contudo. para outros membros do reino animal, conseguir captar os cheiros por mais sutis que eles sejam pode fazer toda a diferença entre se alimentar e fugir.

Estudo

Os estudos feitos em roedores mostraram o quão parecido com o cérebro esse feixe de  nervos detectores de odores podem ser. Essa coleção de neurônios consegue classificar de forma ativa os estímulos se baseando em respostas aprendidas e inatas, por exemplo.

E isso é bastante importante quando se trata de situações perigosas. Quando o roedor está quase mordendo um pedaço que pode ser nocivo, ou então está farejando uma grande quantidade de gases tóxicos, não é prudente que ele desperdice nenhum milissegundo para calcular sua resposta.

No entanto, o que é visto em ratos e camundongos pode não ser necessariamente verdade para os humanos. Por conta disso, os pesquisadores chamaram 19 pessoas não fumantes e supostamente saudáveis para cheirar rapidamente seis odores diferentes.

Alguns deles eram relativamente agradáveis, como  o perfume de linalol ou butirato de etila com cheiro frutado. Já outros tinham o odor de alho do dissulfeto de dietila, que eram menos agradáveis.

Olfato

Se apresentou cada um desses odores aos voluntários várias vezes. E através  da eletroencefalografia, os pesquisadores mediram a reatividade do bulbo olfatório de forma não invasiva. Como resultado eles tiveram não somente o tempo das respostas, mas também deu a chance de eles avaliarem dois tipos diferentes de “ondas cerebrais” que os nervos estavam produzindo.

Uma dessas ondas eram as ondas gama. Elas são ondas de processamento rápido que as pessoas dependem para ter atenção e memória. A segunda foram as ondas beta. Elas são um pouco mais lentas. São uma oscilação da atividade cerebral utilizada em processos deliberados de tomada de decisão.

E essas duas ondas estarem presentes perto dos neurônios nasais quer dizer que, no momento exato em que a fragrância faz cócegas no bulbo olfatório ela está preparando outras partes do cérebro. Como por exemplo o córtex motor.

Observações

Os dados do estudo mostram que o bulbo olfatório processa odores agradáveis ​​e ameaçadores em velocidades diferentes. Com um cheiro ruim, a pessoa leva somente meio segundo para se afastar. Agora se o cheiro não for tão ruim a demora é maior.

Se o cheiro for considerado uma ameaça, um sinal é enviado mais cedo. Ele leva aproximadamente 150 milissegundos para atingir o córtex motor. Se não for esse o caso, ele pode demorar mais até que se gere uma mensagem.

“Ficou claro que a lâmpada reage rápida e especificamente a odores negativos e envia um sinal direto ao córtex motor em cerca de 300 milissegundos”, concluiu Johan Lundström, biólogo do Departamento de Neurociência Clínica do Instituto Karolinska.

Fonte: https://www.sciencealert.com/our-nose-has-its-own-tiny-brain-that-gives-us-a-head-start-on-bad-smells

10 objetos para trazer sorte e boas vibrações para sua casa

Matéria anterior

Pode haver uma ligação surpreendente entre psicodélicos e uma melhor sáude cardíaca

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos