Fatos Nerd

O que esperar dos próximos vilões da Marvel?

0

O combo Vingadores: Guerra Infinita e Ultimato foi responsável por encerrar os arcos dos seis heróis originais da iniciativa criada por Nick Fury e abrir caminho para que Homem-Aranha: Longe de Casa pudesse encerrar a Fase 3 do Universo Cinematográfico Marvel. Todavia, dois dos longas de maior bilheteria da história – pelo menos até então – também elevaram os padrões do MCU. Isso significa que o público agora espera produções do nível de Guerra Infinita e Ultimato, e ai do Kevin Feige se entregar menos. Porém, o que os filmes dos Irmãos Russo têm de tão especial? Bom, alguns elementos os diferem dos demais projetos do MCU, mas seu super trunfo certamente foi o antagonista: Thanos.

Como bem pontuado pelo CBR, após o reinado de Thanos e sua alteração completa da realidade, o MCU precisa de um novo super vilão. Visto que Kang, o Conquistador, parece ter emergido como o favorito para o principal antagonista do próximo Vingadores, Gorr, o Carniceiro dos Deuses, também desempenhará sua função ao preencher as fileiras do mal. Ambos já contam com atores escalados. Enquanto o primeiro será vivido por Jonathan Majors, que entregou uma excelente performance em Lovecraft Country, o segundo será retratado por Christian Bale, cuja fama em Cavaleiro das Trevas precede o próprio nome do ator. Todavia, um fato curioso é que ambos os personagens são intensos demais para os filmes nos quais vão estrear.

Homem-Formiga e a Vespa: Quantumânia e Thor: Amor e Trovão não parecem ser filmes sombrios o suficiente para essas terríveis forças de poder. No entanto, segundo o CBR, esses vilões não precisam ser tão assustadores quanto alguns fãs querem.

Sabemos que os fãs não querem só piadinhas, eles querem ação

Um grande medo dos fãs é que Kant e Gorr sejam explorados como antagonistas bobinhos, sendo que, assim como dissemos acima, todos os vilões do MCU após Thanos, ficarão na sombra do Titã Louco. Convenhamos que o Deviante é incomparável, mas ainda assim entendemos o receio de parte do público. Embora o plano de Thanos e sua busca por equilíbrio no universo seja incoerente e apenas uma desculpa genocida, ninguém ousou levá-lo na brincadeira, até porque ninguém era louco de rir da cara do vilão. Então, sim, uma piada no timing errado pode atrapalhar totalmente a construção de um antagonista, vide Ultron, e Gorr, por exemplo, é um homem quebrado pela vida, movido pela raiva que sente dos deuses, enquanto Kang é um verdadeiro conquistador decidido a dominar todo o tempo e espaço. Ambos os personagens são ameaças da mais alta ordem e merecem ser tratados como tal.

No entanto, nem só de seriedade vive a Marvel

Entretanto, isso não significa que não há espaço para humor. Um vilão não precisa ser completamente sério para ser intimidante, basta lembrar do excelente trabalho que Taika Waititi fez com a Hela de Cate Blanchett. Embora Thanos fosse uma ameaça puramente sombria, isso o desumanizava e queremos vilões relacionáveis, como Killmonger. O personagem de Michael B. Jordan é definitivamente um antagonista sério com motivações profundamente humanas. No entanto, ele não deixa de ter alguns momentos sarcásticos e humanizadores de humor ácido.

Sendo assim, esperamos que o MCU saiba lidar com seus próximos vilões de forma coerente e equilibrada, explorando sabiamente seus pontos fortes e permitindo que o público se relacione com suas motivações. E então, o que você acha que vem por aí?

Fonte: CBR
Imagens: Marvel.

4 descobertas arqueológicas incríveis feitas em 2020

Matéria anterior

Tudo o que já sabemos sobre Mulher-Maravilha 3

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos