As 5 partículas que formam tudo o que conhecemos

POR Rafael Miranda    EM Ciência e Tecnologia      07/10/15 às 17h19

No universo existem as chamadas partículas elementares. Antes, acreditava-se que o átomo era indivisível. Entretanto foram identificados componentes subatômicas no átomo. Em 1930 o elétron e o próton foram observados, juntamente com o fóton, a partícula de radiação eletromagnética.

Na época, o recente advento da mecânica quântica foi alterando radicalmente a concepção de partículas. Especula-se que os quarks e léptons estavam entre as primeiras partículas para aparecer. No entanto, o Universo estava expandindo rapidamente o que causou a aparição de diversas partículas e elementos.

Conheça as 5 partículas que formam tudo o que conhecemos:

Neutrino

10

O neutrino é uma partícula subatômica que não tem carga elétrica. Ela interage com outras partículas apenas por meio da interação com a gravidade e da força nuclear fraca, que é uma das interações mais fundamentais da natureza.

Os neutrinos são extremamente leves, são abundantes na natureza ( só perde para o número de fótons) e interage com a matéria de forma extremamente fraca (cerca de 65 bilhões de neutrinos atravessam cada centímetro quadrado da superfície da Terra por segundo).

Elétron

11

O elétron é o responsável por toda a criação de campos magnéticos e elétricos. Para saber qual a carga de um átomo é necessário saber o número de elétrons de um átomo. Quando um número de elétrons é igual ao número de prótons, a partícula é considerada neutra. Os elétrons ficam "espalhados" pela maior parte do átomo, numa área denominada "nuvem eletrônica". Sua antipartícula é o pósitron, com a mesma massa, mas carga positiva.

Quark

12

O quark é um dos elementos mais básicos que constituem a matéria. Os Quarks se combinam para formar partículas chamadas hádrons. As partículas mais estáveis se tornam prótons e os nêutrons. Esse elemento sobre com um fenômeno chamado de "confinamento". Os quarks nunca são encontrados de forma isolada. Esse elemento pode ser encontrado apenas dentro de hádrons, como os bárions e os mésons.

Glúon

13

Glúons são partículas que seguram os quarks juntos. Ele media a força nuclear forte, que é a mais forte das quatro forças da natureza. Essa força é 137 vezes mais forte que o eletromagnetismo, mais forte que a gravidade e que a força mais fraca. Sua limitação é que ele só funciona em distâncias muito pequenas do núcleo atômico. A força forte une toda a matéria conhecida no universo, exceto a matéria escura.

Assim como um fóton, um glúon não tem massa. Ele só representa um pacote de força. Ao contrário de fótons, os glúons têm a sua própria "cor" - o nome para a carga na força forte - o que significa que eles interagem com eles mesmos.

Fóton

14

Quando pensamos sobre a luz, nós realmente não pensamos sobre do que ela é feita. Os fótons são as partículas fundamentais da luz. Eles têm uma propriedade única: o fóton é uma partícula e uma onda. Isto é o que permite que os fótons tenham características únicas, como refração e difusão.

No entanto, as partículas de luz não tem exatamente as mesmas características que outras partículas elementares. Em primeiro lugar, os fótons não têm massa.Segundo, sua frequência é independente da influência da massa. Terceiro: eles não tem uma carga. Os fótons são, basicamente, a parte mais visível do espectro eletromagnético. Este foi um dos grandes avanços de Einstein feitos sobre a natureza da luz.

Rafael Miranda
Jornalista viciado em memes e amante da cultura pop.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+