Notícias

Painel de Nossa Senhora Aparecida fica intacto após fogo destruir carreta de algodão

0

Uma carreta com fardos de algodão acabou pegando fogo na Rodovia Federal 267, em Bataguassu (MS), na manhã da última quinta-feira (28). Porém, as chamas, que consumiram a parte de carga do veículo, não chegaram a afetar um painel de Nossa Senhora Aparecida, que estava acoplado na carroceria.

Além disso, a região da cabine, rodas e motor do veículo, chamada de cavalo mecânico, estava na frente do painel de Nossa Senhora, mas também ficou intacta. O motorista não apresentou ferimentos.

Segundo o Corpo de Bombeiros da cidade, utilizaram cerca de 600 mil litros de água para controlar as chamas na carreta. Então, vários caminhões pipas de diversas empresas da região ajudaram nesse combate às chamas. Também utilizou-se maquinários para remover a carga que obstruía parte da rodovia.

Dessa forma, ainda não se sabe a causa do incêndio. De acordo com informações dos Bombeiros, o trânsito no local ficou lento por várias horas. No entanto, foi normalizado.

Igreja medieval usada como abrigo durante incêndio no Reino Unido fica intacta

Reprodução

Outro caso parecido em que um símbolo religioso conseguiu se manter intacto apesar das chamas que consumiam tudo ao seu redor ocorreu na cidade de Wennington, no leste londrino. Tudo aconteceu na terça-feira, 12 de julho, enquanto o Reino Unido e outros países da Europa passam por uma das piores ondas de calor da história.

A Igreja de Santa Maria e São Pedro é uma paróquia medieval que conseguiu ficar intacta depois de quase ser tomada por chamas. Nas imagens, é possível ver como a construção no Reino Unido se destaca ao lado da grama queimada.

O fogo se alastrou em decorrência dos ventos quentes em meio à onda de calor recorde de 40,3º C na terça-feira. Vale ressaltar que a Europa como um todo passa por um dos períodos mais quentes da história, com temperaturas ultrapassando 45ºC, por exemplo, na Espanha.

Sendo assim, uma característica marcante desses incêndios de “sexta geração” é a dificuldade de controlar as chamas. Apesar do empenho de quase 100 bombeiros, até 19 casas na aldeia foram destruídas pelo fogo. Algumas famílias relataram que “perderam tudo” no incêndio.

“Nós dissemos esta manhã ‘não temos nada, tudo se foi’. É um pouco desconcertante, mas eu digo apenas graças a Deus que estamos todos vivos e todos estão bem, você sabe”, disse o morador da cidade do Reino Unido, Timothy Stock para a Reuters.

Em relação a como os moradores conseguiram entrar na igreja medieval durante o incêndio, Stock disse: “Abrimos a igreja porque eu tenho as chaves, colocamos todos dentro, as pessoas estavam cobertas de fuligem, estavam bebendo água, mas então isso começou enchendo de fumaça, então tivemos que tirar todo mundo de novo”.

Mundo pegando fogo

incêndio

Sarah Meyssonnier

Enquanto a Europa passa pela onda de calor que potencializa os incêndios florestais, o Brasil entra na temporada de seca. Portanto, as cidades já ligaram o sinal de alerta para incêndios florestais.

De acordo com o Grupamento de Proteção Ambiental (GPRAM), a quantidade de área queimada quase dobrou de maio para junho deste ano, indo de 448,15 hectares para 889,2 na capital federal. Isso representa uma alta de 98,4%, um número 3,5% maior em comparação com o mesmo mês de 2021.

Nos últimos dois meses, os chamados de atendimentos dos incêndios florestais subiram 35%, foram de 383 para 520. Então, autoridades reforçam a necessidade de tomar cuidados e seguir as regras de cada região.

“Existem regras na maior parte das unidades de parques que autorizam caminhada, em que é proibido fazer fogo nas áreas de acampamento. Onde deixam a fogueira, o fogo pode escapar”, alerta o coordenador de Prevenção e Combate a Incêndios do ICMBio, João Paulo Morita. Ele reforça que, para além das ações criminosas, a maior parte dos incêndios ocorre por descuido.

Fonte: G1

Gracyanne Barbosa explica motivo de ordem de despejo de casa alugada

Artigo anterior

Perfume íntimo, como o lançado por Anitta, faz mal? Conheça os cuidados e perigos

Próximo artigo