Para onde vão o cocô e o xixi dos banheiros dos aviões?

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      12/03/15 às 19h04

Muitas pessoas tem medo de utilizar o banheiro de um avião. O primeiro avião com banheiro foi o Russky Vitiaz. Ele foi projetado por Igor Sikorski e testado em 13 de maio de 1913. Entretanto foi o Handley Page W.8. que tinha banheiros a bordo de todos os seus modelos. A viagem de estreia foi entre Londres e Paris, num avião  inaugurada em dezembro de 1919.

Nos banheiros "terrestres" o vaso mantém uma quantidade de água; logo atrás, o cano do vaso sanitário que leva os dejetos faz uma curva para cima e outra para baixo - um sifão - e que, somente depois, vai para o esgoto; nessa curva, uma quantidade de água fica acumulada e, quando a descarga é acionada, uma quantidade de água é liberada.

E nos aviões?

11

O funcionamento dos vasos sanitários é diferente. Nas aeronaves é utilizado o sistema à vácuo. Esse sistema não depende da gravidade e tem como base a diferença de pressão entre o interior da tubulação e o ambiente. O ar ar vai empurrar os dejetos que  terão outro destino. O avião não poderia usar o sistema a água pois poderiam acontecer problemas durante turbulências.

As fezes são acumuladas em um reservatório no fundo dos aviões. Quando a viagem é finalizada, o reservatório é limpo e o material é enviado para estações de tratamento de esgoto. Aviões intercontinentais geralmente tem dois reservatórios de 250 litros cada. Por serem pressurizados e ficarem no fundo da aeronave, eles não emitem mau cheiro.

Lei

12

A legislação aeronáutica estipula que se tenha 1 banheiro para cada 50 passageiros. Estima-se que cada pessoa elimine 1,4 litros de cocô e xixi em 24 horas. Abaixo do vaso sanitário existe uma caixa de esgoto de aproximadamente 50 litros. Nela os dejetos são transformados em líquidos através da ação de um bactericida, facilitando o tratamento do esgoto.

Rafael Miranda
Jornalista viciado em memes e amante da cultura pop.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+