Curiosidades

Pela primeira vez o rim de um porco foi transplantado para um humano de forma bem sucedida

0

Os transplantes de órgãos são muitas vezes a salvação de muitas pessoas. Uma pessoa, como eu ou você, pode salvar a vida de outras oito pessoas que estão numa fila, aguardando por um transplante. Ser um doador é fácil, basta avisar aos familiares sobre seu desejo de doar os órgãos. É algo fácil e indolor. Afinal se realiza o procedimento depois que o doador morre.

Apesar de ser uma dádiva receber um órgão, algumas pessoas esperam por anos para obter tal privilégio. Para se ter uma ideia, somente nos EUA, mais de cem mil pessoas estão esperando por um transplante de órgão. Justamente por essa espera tão longa que os cientistas resolveram recorrer a outras opções além dos doadores humanos.

Já imaginou receber o órgão de um porco? Pela primeira vez, os cientistas conseguiram transplantar o rim de um porco para uma pessoa e ser bem sucedido. Quando se diz “bem sucedido” quer dizer que ele só foi testado por 54 horas no paciente humano. Esse paciente, no caso, já estava com morte cerebral e estava vivo de forma artificial. Mesmo assim, pelo que a equipe conseguiu ver, o rim estava conectado e funcionando normalmente durante o período.

Transplante

Tecnicamente se conhece isso como xenotransplante, ou transplante de tecidos ou órgãos de uma espécie para outra. E se puder se desenvolver esse trabalho pioneiro, os porcos poderiam se tornar uma fonte abundante de órgãos para as pessoas quando elas precisassem.

Atualmente, uma média de 17 pessoas morrem na lista de espera por transplantes, nos EUA. “Este é um grande avanço. É um grande, grande negócio”, disse Dorry Segev, professor de cirurgia de transplante na Johns Hopkins School of Medicine, que não estava relacionado com o estudo.

Claro que obstáculos a serem superados ainda existem, e também a aprovação regulatória. No entanto, se usar órgãos de outros animais dessa maneira também pode ajudar centenas de milhares de pessoas que não se classificam como “em risco” o suficiente para conseguir um transplante, mas que precisam de procedimentos como diálise renal.

Órgãos do porco

Há muito tempo se considera os órgãos de porco como potencialmente adequados para os humanos. Contudo, as células deles tem um açúcar chamado alfa-gal que desencadeia uma rejeição imediata no corpo humano. E nesse caso bem sucedido o porco foi geneticamente modificado para não produzir esse açúcar.

Com o rim do porco mantido fora do corpo do paciente, a equipe observou que ele fazia o seu papel durante a operação. Ou seja, filtrava os resíduos do sangue e produzia urina. “É ainda melhor do que eu esperava”, disse o cirurgião Robert Montgomery, que conduziu o transplante na NYU Langone Health em Nova York.

O que faz com que os órgãos de porco sejam mais aceitáveis do que de outros animais, como por exemplo os macacos, é que eles já se cria para alimentação. Além de eles terem ninhadas grandes, períodos curtos de gestação e órgãos parecidos com os dos humanos.

Possibilidades

E já se usa enxertos de pele de porco para queimaduras e válvulas cardíacas de porco em humanos. Experimentos também já foram feitos com corações de porco em babuínos. Por conta disso, se espera que se fale muito ainda a respeito do potencial do uso de órgãos de suínos nos próximos anos.

“Este é um passo importante para cumprir a promessa do xenotransplante, que salvará milhares de vidas a cada ano em um futuro não muito distante”, concluiu Martine Rothblatt, executiva-chefe da United Therapeutics, a empresa que criou o porco geneticamente.

Fonte: https://www.sciencealert.com/a-pig-kidney-has-been-successfully-transplanted-into-a-human-for-the-first-time

7 perseguições de carro mais impactantes do cinema

Matéria anterior

Físicos podem ter descoberto nova ”força da natureza” em um experimento do LHC

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos