As novidades mais aguardadas da DC Comics para 2021
Tempo de leitura:4 Minutos, 48 Segundos

As novidades mais aguardadas da DC Comics para 2021

Visto que a pandemia de coronavírus paralisou o mundo, nem mesmo as vendas de quadrinhos conseguiram escapar das baixas. No entanto, isso não impediu que 2020 fosse um ano interessante para a DC Comics que, surpreendentemente, conseguiu apresentar diversas novidades em um evento que foi por si só uma novidade maior ainda. Sim, estamos falando do DC FanDome. Embora os planos da DC para o cinema e games tenham roubado a cena, no universo das publicações impressas também contamos com diversos anúncios entusiasmantes.

Segredos há muito tempo guardados foram revelados, personagens importantes morreram e todo o multiverso foi remodelado nas páginas dos quadrinhos. No entanto, um novo ano se aproxima e com ele a indústria de quadrinhos reúne toda sua esperança. Então, tomando como base a lista de novidades apresentadas pelo Screen Rant,  reunimos abaixo alguns motivos pelos quais os fãs da DC podem se animar para 2021.

Future State, a nova Liga da Justiça

Começando pelo grande planejamento da DC para 2021, falemos do Future State. Esse evento mostrará o universo dentro das páginas saltando alguns anos adiante e afetará todos os títulos publicados pela editora, principalmente os do Batman. Em suma, Future State apresentará uma nova versão da Liga da Justiça, onde o manto de Cavaleiro das Trevas é assumido pelo filho de Lucius Fox e Clark Kent se tornará um pária na Terra, deixando seu filho para se tornar o novo Homem de Aço de Metrópolis.  Segundo o SR, esses desenvolvimentos prometem sacudir os personagens existentes e fornecer uma grande intriga que levará os leitores a questionar o destino dos heróis da DC. Aliás, falando sobre os novos super-heróis, alguns merecem menções especiais.

Yara Flor, Brasil na DC Comics

Um destaque imediato entre os membros da Liga da Justiça de Future State é a nova Moça-Maravilha, Yara Flor. Embora Yara não seja a primeira mulher negra a se juntar à família da Mulher-Maravilha, ela é a primeira personagem latino-americana. O fato da DC estar desenvolvendo uma mulher brasileira para colocá-la em um lugar de destaque é algo a ser celebrado. Além de sua origem ser destacada, Yara será indissociável de sua tribo de amazonas localizada perto do Rio Amazonas. Inclusive, esse rio terá um papel importante na vida de Yara, pois ela acabará descobrindo que é na verdade uma deusa do rio brasileira. Agora pegou a referência no nome? Parece que a DC fez uma boa pesquisa. Porém, a diversidade na equipe protagonista de Future State não para por aqui.

Jess Chambers

Originalmente conhecido como Kid Quick, Jess é o primeiro super-herói não-binário da DC. O Future State mostrará Jess se tornar o futuro Flash oficial da Liga da Justiça. Até então, não sabemos muio sobre esse personagem além de sua relação parental com a frequentemente esquecida parceira do Flash, Jesse Quick, que é sua tia. Ainda assim, mesmo com as poucas informações que os leitores têm, a perspectiva de um herói não-binário é empolgante, especialmente considerando que o Flash é um dos heróis mais conhecidos e visíveis da DC fora da clássica trindade Batman, Mulher-Maravilha e Superman. Apesar de ser sobre o futuro, Future State parece mais focado em refletir a diversidade que vemos no presente.

Retorno da Milestone

Um dos maiores anúncios do DC FanDome foi a revelação do retorno da Milestone Comics. Quando estrearam em meados da década de 1990, os quadrinhos da Milestone eram considerados uma ideia ambiciosa. Além de contar com criadores afro-americanos contando histórias sobre super-heróis afro-americanos, Milestone expandiu o que poderia ser feito com uma história em quadrinhos. Vendo o potencial de popularidade, a DC tentou trazer seus personagens como Super-Choque de volta algumas vezes, mas sempre com o mínimo de apoio de seus superiores. Felizmente, esse reavivamento é diferente e parece contar com mais esforço por parte a editora.

Red X na DC Comics

Não é novidade que a série animada dos Jovens Titãs em 2003 foi um enorme sucesso e redefiniu os personagens que a integravam por gerações. No entanto, apesar da popularidade da série com os millennials, a DC vinha hesitando em trazer elementos dessa série para a continuidade principal da DC. Bom, parece que essa chegou ao fim, pois 2021 a editora irá introduzir o personagem Red X no Universo DC. Red X sempre foi um enigma na série animada, um rival para Robin cuja identidade nunca foi revelada. Este personagem representava os erros de Robin e seu breve flerte com o mal, tornando-o um rival que não desafiava Robin apenas fisicamente, mas moralmente também. Certamente as pessoas que cresceram com Jovens Titãs estão ansiosas para o que está por vir.

Academia Jovens Titãs

Falando em Jovens Titãs, a DC relançará a equipe em uma nova série de quadrinhos. A premissa dessa nova publicação é que Asa Noturna, Ciborgue, Ravena, Mutano, Estelar e Donna Troy abrirão uma escola para ensinar a próxima geração de heróis da DC. Em suma, é como se a DC fundasse sua própria Sky High. Esse conceito dá aos leitores a oportunidade de ver seus personagens clássicos favoritos encontrando figuras mais recentes que ainda não tiveram a oportunidade de brilhar. e os personagens mais recentes que não tiveram tanta oportunidade de brilhar.

Conteúdo da DC Comics para jovens adultos

Esse não é necessariamente um conceito inovador por parte da DC visto que a editora conta com um Black Label. No entanto, 2021 parece ser uma ano especialmente forte para o público jovem-adulto. Com títulos como Zatanna: The Jewel of Gravesend, I Am Not Starfire e Teen Titans: Beast Boy Loves Raven, os leitores adolescentes terão muitas oportunidades de ler histórias sem continuidade sobre alguns dos heróis mais originais da DC Comics.

Fonte: SR
Imagens: DC Comics.