Curiosidades

Os humanos realmente conseguiriam sobreviver nos desertos de Duna?

0

Recentemente, o filme “Duna” foi lançado nos cinemas. Em suma, ele se baseia na série de livros de ficção científica de Frank Herbert. A história se passa em um futuro distante no planeta deserto de Arrakis. O autor da obra apresentou um mundo detalhado de forma bem rica que, à primeira vista, parece tão rela que as pessoas conseguem se imaginar nele.

E se esse mundo realmente existisse como ele seria? Cientistas com conhecimentos específicos em modelagem climática simularam o clima de Arrakis para conseguir responder essa pergunta. Eles queriam saber se a física e o ambiente desse mundo se comparariam a um modelo climático real.

Depois disso feito, eles ficaram bem satisfeitos com suas descobertas. Eles viram que Herbert tinha imaginado um ambiente que, na maioria das vezes, atende às expectativas. Tirando algumas coisas, muito de Arrakis poderia sim ser habitável, embora fosse inóspito.

Arrakis

Para construir esse mundo imaginário os pesquisadores começaram com um modelo de clima usado bem comumente para prever o tempo e o clima aqui na Terra. E para que se use ele, os pesquisadores tiveram que decidir a respeito das leis da física e, em seguida, inserir os dados a respeito de tudo. Indo desde o formato das montanhas até a força do sol ou a composição da atmosfera. Feito isso, o modelo consegue simular o clima e dizer aproximadamente como o tempo pode ser.

“Decidimos manter as mesmas leis físicas fundamentais que regem o tempo e o clima aqui na Terra. Se nosso modelo apresentasse algo completamente estranho e exótico, isso poderia sugerir que essas leis eram diferentes em Arrakis, ou a visão fantástica de Frank Herbert de Arrakis era apenas isso, fantasia”, explicou o pesquisador Alex Farnsworth.

“Em seguida, precisávamos dizer ao modelo climático certas coisas sobre Arrakis, com base nas informações detalhadas encontradas nos livros principais e na Enciclopédia de Duna que os acompanha. Por fim, dissemos ao modelo do que era feita a atmosfera. Na maior parte, é bastante semelhante ao da Terra hoje, embora com menos dióxido de carbono”, continuou.

Depois de todos os dados colocados, os pesquisadores esperaram os resultados, já que modelos complexos como esse podem demorar para rodar. Nesse caso em específico, foram mais de três semanas.

Clima

Segundo os livros e o filme, o planeta tem um sol implacável e terras desoladas de areia e rocha. Contudo, conforme se aproxima das regiões polares em direção às cidades de Arrakeen e Carthag, o clima no livro começa a se transformas em uma coisa mais hospitaleira.

Entretanto, o modelo feito pelos pesquisadores mostra uma outra realidade. Nele, os meses mais quentes nos trópicos atingem aproximadamente 45°C. Já nos meses mais frios as temperaturas caem abaixo de 15°C. Isso é parecido com o nosso planeta.

Essas temperaturas mais extremas iriam acontecer nas latitudes médias e regiões polares. O verão nesse planeta poderia chegar a 70°C na areia. E os invernos também seriam extremos chegando a -40°C nas latitudes médias e -75°C nos polos.

Habitável

A pergunta que fica é: os humanos conseguiriam sobreviver? Colocando que as pessoas nos livros e no filme tem tolerâncias térmicas parecidas às dos humanos hoje, ao contrário do filme e do livro, os trópicos seriam a área mais habitável. Isso porque como existe tão pouca humidade lá, as temperaturas de bulbo úmido, que é uma medida de habitabilidade, nunca são excedidas.

E as latitudes médias, onde a maior parte das pessoas vive e Arrakis, são na verdade as mais perigosas em termos de calor.

Fonte: https://www.sciencealert.com/could-humans-survive-on-dune-s-fictional-planet-of-arrakis

O ritmo universal dos humanos foi encontrado em um primata pela primeira vez

Matéria anterior

Cientistas analisaram para descobrir a origem das presas

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos