• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Pentágono tem um plano para parar um possível Apocalipse Zumbi

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      06/03/15 às 18h39

Para quem não sabe, o Pentágono é a sede do Departamento de Defesa dos EUA. Ele é um dos órgãos públicos mais famosos do mundo. O Pentágono surgiu da necessidade que centralizar os comandos das forças armadas americanas durante a 2ª Guerra Mundial. É o maior edifício de escritórios do mundo reservado a inteligência estratégica e espionagem.

Pensando no bem estar de seus cidadãos, o Pentágono entrou na mania dos zumbis e formulou um plano extraordinário para combater um possível apocalipse zumbi. No geral, o famoso e falado "apocalipse zumbi" se trata de uma infestação de zumbis em escala catastrófica, levando todas as sociedades ao colapso, e que rapidamente transformaria esta criatura no ser dominante sobre a Terra.

Tais criaturas, hostis à vida humana, atacariam a civilização em proporções esmagadoras, impossíveis de serem controladas por forças militares, mesmo com os recursos atuais à disposição. Em algumas hipóteses, vítimas de um ataque de zumbi também se transformariam nestas criaturas se sofressem uma mordida ou arranhão de um infectado. Em outras, o vírus pode ser transmitido pelo ar. Finalmente, existe ainda o quadro mais caótico: todo ser humano que morre, seja lá qual for a causa, torna-se um morto-vivo. Nestes cenários, os zumbis caçam seres humanos para se alimentar.

CONPLAN 8888

4

O Conplan 8888 é o nome do documento do Pentágono que definia estratégias de defesa contra um "apocalipse zumbi". O documento explica detalhadamente como o Comando Estratégico dos Estados Unidos deveria responder militarmente à "ameaça de hordas de zumbis que não temem a dor ou a morte para preservar a santidade da vida humana e apoiar a população humana, incluindo a de adversários tradicionais".

O título do documento é "Operações contra a dominação zumbi". O documento de 2011 foi divulgado pela revista Foreign Police tinha objetivos bem claros e descritos: "proteger a humanidade", "erradicar a ameaça" e "ajudar as autoridades a manter a lei e a ordem para repor os serviços básicos após um ataque zumbi".

De acordo com o documento, no pior dos casos, se o exército perdesse o controle da situação, seria necessário recorrer  à estratégias de uma guerra nuclear ou a guerra convencional em escala global. Claro que o documento foi feito com fins educativos para explicar as estratégias militares para os recém recrutados.

Caso você tenha interesse, clique aqui e acesse o documento em inglês.

Pesquisas acadêmicas e de órgãos governamentais

5

De acordo com uma análise epidemiológica realizada em 2009 pela Universidade Carleton e pela Universidade de Ottawa, uma infestação de zumbis - mesmo os lentos de Romero - "provavelmente levaria ao colapso da civilização, a não ser que o problema fosse sanado rapidamente". Baseados em seu modelo matemático, os autores da pesquisa concluíram que medidas agressivas seriam muito mais recomendáveis que estratégias de quarentena, devido aos vários riscos que podem comprometê-la. Também concluíram que a descoberta de uma cura faria pouco para aumentar o número de humanos ainda vivos, uma vez que isto apenas retardaria o índice da infecção, não a debelando nunca.

Em 18 de maio de 2011, o Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos EUA publicou no blog de seu diretor, o contra-almirante Ali S. Khan, dentro do próprio site do CDC, um artigo nomeado "Preparedness 101: Zombie Apocalypse" que instruía ao público sobre o que fazer para preparar-se para uma invasão de zumbis.

O tema foi usado como uma estratégia com o foco de fazer com que a população desse mais importância para precauções e medidas emergenciais contra desastres naturais de ordem mais comum - tais como terremotos, tornados e enchentes - através do uso deste gênero popular como atrativo.

No artigo, o Doutor Khan dizia: "Tomem um apocalipse zumbi como exemplo. Isto mesmo, eu disse a-p-o-c-a-l-i-p-s-e z-u-m-b-i. Você pode rir agora, mas quando de fato acontecer você ficará feliz por ter lido isto, e além do mais, talvez você até mesmo aprenda uma ou duas coisas sobre como preparar-se para uma verdadeira emergência". Foi assim, utilizando uma pandemia zumbi, que Khan chamou a atenção dos americanos para a temporada de furacões, alertando para que o povo se preparasse para ela como se o estivesse fazendo para enfrentar "monstros famintos".

Próxima Matéria
Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+