Pessoas com depressão usam uma linguagem diferente. Saiba como identificar

POR Lucas Curado    EM Ciência e Tecnologia      27/03/18 às 13h56

A depressão hoje em dia não é mais vista como antigamente. Esse mal é uma condição que é tido como uma doença. Como a grande maioria das doenças, ela tem tratamento. Por isso entender melhor o seu funcionamento é essencial. Uma das formas que os pesquisadores encontraram foi através de uma análise de linguagem.

Através dessa análise, pode-se notar uma "linguagem da depressão", ou seja, um padrão que as pessoas que possuem a condição seguem. Identificando o problema antes dele se agravar, pode se ter um resultado mais eficiente no seu tratamento a longo, médio e curto prazo.

Hoje a Fatos Desconhecidos traz para você um pouquinho mais dessa ideia. A depressão é um problema que afeta milhares de pessoas no mundo, e é considerada como um dos grandes males do nosso tempo. Entender como uma pessoa que sofre dessa terrível doença pensa e fala é uma forma de ajudar e colaborar para o fim da doença.

Depressão

A depressão se tornou um problema global, sendo considerado um dos males do século. Essa doença afeta, através de um desequilíbrio na química do cérebro, milhares de pessoas no mundo todo. Por se tratar de um mal psicológico, muitas das atitudes do individuo mudam, assim como a forma de eles verem o mundo. Uma dessas características é a linguagem.

E se existisse uma "linguagem da depressão"? Cientistas criaram uma análise de textos de forma computadorizada e podem dizer através disso se uma pessoa está ou não com depressão. Esse programa analisa a extensão de sentenças, classe das palavras e diversidade lexical. Ela também calcula a prevalência percentual das palavras e outros padrões gramaticais. Essa análise está ligada a ideia de conteúdo e estilo.

Conteúdo

Alguns termos usados no conteúdo costumam expressar emoções negativas. Entre estes estão: solitário, triste e infeliz. Um dos outros detalhes observados é o uso de pronomes como"Eu". Dentro de um texto, pessoas com depressão tendem a falar muito mais de si mesmos do que se identificar ou criar uma relação com o outro.

Estilo

A ideia do estilo está ligada em como nós nos expressamos. Em outras palavras, está ligado em pontos de vistas e na forma que os expressamos. No caso do depressivo a utilização de termos absolutos é notável. Por exemplo: sempre, nada ou completamente. "Eu sempre vou ser assim, nada nunca muda".

Essas palavras "absolutas" são mais presentes que termos como "triste" ou "solitário" em fóruns de depressão e ansiedade. Isso acontece pelo fato de que a pessoa que sofre de depressão costuma ter um pensamento mais "absoluto" e sem "meio termos".

Entender os padrões linguísticos de uma pessoa que possui depressão é um passo importante para a curá-la. Muitas pensam que por ser uma doença da mente, se trata de apenas "força de vontade" e "superação", o que é uma inverdade. Estima-se que mais de 300 Milhões de pessoas tenham depressão. E esse índice só vem subindo... Devemos procurar sempre uma solução para sanar nossos problemas. Para isso, o entendimento é uma ferramente indispensável.

E aí, o que achou da matéria? Deixe seu comentário e até a próxima.

Lucas Curado
Não só redator... Como também músico e compositor. Amante de um bom humor ácido e memes.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+