• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Polêmica: Pornografia faz mal para você?

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      18/11/14 às 19h48

A atividade sexual existe, logicamente, desde o início dos tempos. Já a pornografia, desde que a humanidade desenvolveu a capacidade de desenhar, fazer esculturas e outras formas de arte que possam representar o ato consumado.

Nas últimas décadas houve um aumento significativo no consumo de pornografia. Isso se deve principalmente à popularização da internet. A facilidade com que esse tipo de material pode ser encontrado é incrível. A empresa britânica Optenet realizou um estudo através de filtragem de URLs e constatou que mais de um terço da internet é composta, basicamente, de pornografia.

Uma verdadeira indústria

43

A indústria pornográfica rende US$ 97 bilhões todos os anos no planeta. O pornô apenas nos Estados Unidos é responsável por quase 13% desse montante e a webpornografia por metade disso. Sites pornográficos são mais visitados do que o Netflix, Amazon e Twitter juntos.

Internet

41

Dados revelam que 266 novos sites pornôs surgem na internet todos os dias, uma em cada 4 pessoas que entram em sites pornôs é do sexo feminino, o dia preferido para acessar esse tipo de conteúdo é domingo, 70% dos homens com idades entre 18 e 24 anos visitam sites pornôs ao menos uma vez por mês e que 35% dos downloads realizados são pornográficos.

Vício?

40

Cientistas da Universidade de Cambridge estudaram recentemente o cérebro de pessoas que consomem muita pornografia e tiveram uma surpresa: ele funciona exatamente da mesma forma que o cérebro de viciados em drogas. O lobo frontal foi a área que mostrou muitas similaridades. Esta é a região responsável, entre outras coisas, pela formação de nossos julgamentos; nos ajuda a decidir o que é certo ou errado, bom ou mau, seguro ou perigoso.

Crise?

42

A pornografia tornou-se tão generalizada nos EUA que se cogita que ela seja tratada como uma "crise de saúde pública", tal como o tabaco ou o álcool ao volante, defendem especialistas."A pornografia é, hoje, a forma mais vulgarizada de educação sexual. Os estudos mostram que a idade média com que um americano é exposto pela primeira vez a imagens pornográficas está entre os 11 e os 14 anos.", destacou Gail Dines, professora de sociologia e de estudos femininos no Wheelock College de Boston e autora de livros sobre a matéria.

Claro, não se pode generalizar. Entretanto, os efeitos negativos da pornografia para crianças e adolescentes estão atingindo níveis preocupantes já que muitos pais e educadores não conseguem lidar tão bem com esse tema. Para adultos bem orientados, a pornografia pode fazer bem. Ciente de que está repleta de absurdos e coisas impossíveis, ela pode ser usada para adquirir mais conhecimento a respeito de relações sexuais, imaginar novas possibilidades e, por que não, estimular o casal, da mesma forma que a masturbação.

 

Próxima Matéria
Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+