Em qualquer língua do mundo, o "SOS" está associado ao pedido de socorro ou algo que precisa receber uma atenção maior que o comum. Mas, na verdade, essa sigla nasceu do Código Morse. O Código Morse foi criado em 1835 por Samuel Morse e trata-se de um acordo do antigo sistema de telégrafo que combinava pontos e travessões usados na emissão e receção de mensagens.

As letras "S" no Código Morse representavam três pontos e a letra "O" representava três traços. Ou seja, se fossemos visualizar, seria algo mais ou menos assim: • • • – – – • • •. Sendo assim, a memorização do termo SOS surgiu na intenção de ajudar as pessoas a memorizarem a posição dos pontos e espaços.

Publicidade
continue a leitura

codigo-sos-morse-perigo

O Código Morse enviava vários símbolos através de um sinal codificado que era enviado ininterruptamente. O objetivo dos símbolos era fornecer uma fácil memorização, principalmente em situações que eram importante uma resposta rápida.

Publicidade
continue a leitura

Embora o "SOS" não tenha tido nenhum significado ao ser criado em relação a pedidos de ajuda, sempre foi associado com as frases "Save Our Ship", que traduzido significa "salve o nosso navio", ou "Save Our Souls", que é "salve nossas almas", ou ainda  “Send Out Succour” , que significa "envie socorro".

Publicidade
continue a leitura

O primeiro navio a enviar um SOS, por rádio, foi o Arapahoe, que se encontrava perdido ao norte do continente americano, a 11 de agosto de 1909. Somente em 1999 que o Código Morse foi retirado do serviço de telegrafia de forma oficial.

Publicado em: 27/07/14 13h04