Por que o aviso no final das propagandas de medicamento é tão rápido?

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      11/03/15 às 19h56

Não é difícil de se perceber propagandas na TV que apresentam no seu rodapé, letras minúsculas que passam em uma velocidade incrível que você seria incapaz de ler. Segundo as normas do governo federal as propagandas devem ser claras e precisas.

Entretanto, muitas das propagandas colocam as informações importantes sobre os medicamentos justamente nessas letras miúdas. O Brasil faz parte dos 10 países que mais consomem medicamentos.

Propaganda

Em 1° de dezembro de 2000 foi criado o regulamento sobre propagandas, mensagens publicitárias e promocionais e outras práticas. O objeto era regular a divulgação, promoção ou comercialização de medicamentos. Assim, todas as empresas tinham que colocar o aviso final de que o medicamento pode ter efeitos colaterais e que se deve ler a bula ou se persistirem os sintomas que o médico deve ser consultado.

Muitas empresas fazem aqueles anúncios com o locutor falando rápido e aquelas letrinhas minúsculas que você mal enxerga pois elas querem economizar dinheiro. Para anunciar na Globo em horário nobre, por exemplo, você teria que desembolsar R$381 mil a cada 30 segundos para abrangência nacional.

As empresas para economizarem dinheiro acabam deixando a informação dessa forma para não exceder o tempo limite das suas propagandas e não ferir a legislação. O consumidor que se sentir lesado por uma dessas propagandas podem pode denunciar à empresa ao órgão de defesa ao consumidor da sua região.

Rafael Miranda
Jornalista viciado em memes e amante da cultura pop.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+