CuriosidadesNatureza

Por que o Texas, estado estadunidense de clima quente, sofre com frio ártico?

0

O estado americano do Texas é marcado pela diferença, pelos extremos, pela superlatividade. Ali, tudo é extraordinário. Isso envolve as porções de comidas, as picapes e até mesmo os espetaculares chapéus de caubói. Por comportar uma ampla variedade de experiências, um bom vivã necessitaria de meses – talvez até anos, sendo sincero – para explorar tanto os detalhes quanto às particularidades presentes no vasto território.

Outro fator que dá ao Estado americano do Texas uma certa peculiaridade é o clima da região. Em um determinado momento do ano, o território que envolve o estado pode ser dominado por fortes ondas de calor. Já em outro, os municípios se vêem diante de grossas camadas de gelo.

Neste mês de fevereiro, por exemplo, todo o estado do Texas está tendo que conviver com temperaturas extremamente mais baixas – as quais, em 30 anos, não haviam sido mais registradas. De acordo com uma reportagem publicada pela BBC, em alguns lugares específicos, o intenso frio não era experimentado há mais de um século.

No dia 14 de fevereiro, em algumas cidades, os termômetros marcaram -18°C. Desde então, alertas contra o frio devem ser rotineiros.

Um frio marcante

A onda de frio, conforme expôs o Serviço Meteorológico dos EUA (NWS / sigla em inglês), ocorre como consequência de um “surto ártico”, que origina-se na fronteira entre os Estados Unidos e o Canadá. “Assim que o fenômeno ocorre, as temperaturas em boa parte do território americano começam a cair, e muito”, revela o NWS.

“Geralmente, surtos de ar frio como esse ficam restritos à região Ártica, graças a uma série de sistemas de baixa pressão”, diz o órgão. “No entanto, uma dessas ondas avançou pelo Canadá e “escapou” para os EUA, o que não é muito comum”.

De acordo com uma reportagem publicada pela BBC, especialistas até chegaram a alertar que a vasta massa de ar gelado que paira sobre a atmosfera seguirá promovendo temperaturas altamente frias e, provavelmente, devem se manter até se transformarem em tempestades.

Ainda segundo a publicação da BBC, “os efeitos disso têm sido duros e fatais”. Para se ter apenas uma ideia sobre a realidade que a população do Texas está enfrentando, no dia 11 de fevereiro, boa parte das estradas no estado foram cobertas de gelo, o que acabou proporcionando uma colisão envolvendo mais de 100 veículos. Conforme a mídia internacional pontuou, seis pessoas morreram e dezenas tiveram que ser hospitalizadas.

“Essa expansiva cúpula de temperaturas congelantes (…) estabeleceu a base para tempestades de inverno que estão levando caos de costa a costa (dos EUA), não apenas neste fim de semana, mas também na semana que vem”, dizia comunicado do NWS, publicado no dia 12 de fevereiro.

Paz no Texas

Para os meteorologistas, o clima frio deve começar a desaparecer quando o ar frio deve se mover rumo ao norte. Em entrevista à agência de notícias Reuters, Marc Chenard, meteorologista do Centro de Previsão Climática do NWS, afirmou “que a cidade texana de Amarillo pode registrar temperaturas de -17°C, batendo o recorde prévio de -11°C registrado em 1895”.

Até que a massa de ar frio se mova, o meteorologista acredita que ainda deve cair muita neve em determinadas partes do Texas. O profissional prevê também que Estados vizinhos, como, por exemplo, Oklahoma, devem esperar dias bastantes frios. Isso significa que as estradas locais seguem extremamente perigosas.

Que tipo de aluno essas 7 celebridades eram na escola

Matéria anterior

Essa imagem impressionante da lua foi tirada da Terra

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar