Por que odiamos nossas fotos? E por que a voz se altera quando é gravada?

POR Rafael Miranda    EM Sem categoria      29/04/15 às 15h02

Muitas pessoas simplesmente odeiam as fotos de si mesmas. A pergunta que a maioria faz é: por que nunca saímos na foto como aparecemos no espelho? O mesmo acontece com a voz. Muita gente reclama da voz naquele áudio que gravou no Whatsapp não é mesmo? Saiba que a ciência explica o porquê de tanto ódio dessas duas situações.

No caso das imagens, isso acontece devido um fenômeno chamado "Efeito da Mera Exposição". Em 1876, o pioneiro da psicologia experimental, Gustav Fechner, fez um estudo em que ele apontava que imagens vistas com  frequência se tornavam familiares e esta familiaridade fazia as pessoas terem sentimentos positivos. Entretanto, quando havia uma superexposição dessas imagens a pessoas adquiria um sentimento de aversão.

Quanto mais somos expostos a alguma coisa, mais passamos a gostar dela. Isso se aplica igualmente a objetos e pessoas. O efeito da "alergia às fotos" ocorre quando uma pessoa vai ficando mais incomodada com as fotos tiradas de si mesma em vez de se afeiçoar com o registro fotográfico.

39

E a voz?

40

A voz humana tem uma frequência que varia entre 50 e 3400 Hz. A mais baixa frequência que pode dar a audibilidade a um ser humano é mais ou menos a de 20 hertz (vibrações por segundo), enquanto a mais alta se encontra entre 10.000 e 20.000 hertz, o que depende da idade do ouvinte (quanto mais idoso menores as frequências máximas ouvidas).

Muitíssimos equipamentos de gravação de voz não tem qualidade para captar a frequência total da voz humana. Por isso sua voz gravada no celular vai ser inferior a sua "voz original". Estúdios com equipamentos profissionais de gravação de som conseguem uma maior fidelidade à voz humana.

Alta fidelidade, é a reprodução de áudio feita por um aparelho de som com a maior fidelidade possível ao som real. Para tal, é necessário minimizar os efeitos de ruídos e distorções. Nas gravações de alta qualidade é possível identificar a localização de cada músico (ou da pessoa) não só em largura no palco, mas também em profundidade, altura e até a distância em relação ao microfone usado na gravação. 

Rafael Miranda
Jornalista viciado em memes e amante da cultura pop.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+