Por que os padres não podem casar?

POR A Redação    EM Curiosidades      26/07/14 às 15h19

Antes de 1139, os padres não se casavam por opção própria, para poderem dedicar 100% do tempo à orações e pregações. Somente nesse ano que as igrejas proibiram oficialmente o casamento para padres. A proibição ficou conhecida como celibato. O motivo para foi bastante simples: dinheiro. Durante a Idade Média, a Igreja Católica tinha um grande poder, inclusive riquezas em terras. Pensando em não perder as terras para herdeiros do clero, eles proibiram o casamento para que os herdeiros não existissem.

Para os monges, a proibição do casamento praticamente não fez diferença, já que eles já viviam isolados em mosteiros. Mas em alguns lugares, o celibato gerou bastante discórdia, como a do Martinho Lutero que rompeu com o papa e criou a Igreja Luterana, que não proibia o casamento de seus pastores.

Em 1563, a igreja católica definiu no Concílio de Trento que aquele que desrespeitasse a regra do casamento seria expulso do clero. Somente em 1965 que foi haver uma mudança sobre o assunto, que foi quando o papa Paulo VI permitiu que padres se casassem e continuassem frequentando a igreja, mas sem a função de padre. Para chegar nesse processo, o padre que está noivo precisa enviar uma carta ao Vaticano e esperar uma resposta com a autorização que pode demorar até dez anos.

A Redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+