Curiosidades

Quais países mais consomem álcool?

0

O tanto que o brasileiro ama uma cerveja gelada é notável. De segunda a segunda, todo dia é dia para abrir uma lata dessa bebida, seja para desestressar após um longo dia de trabalho, para comemorar uma conquista ou para socializar com os amigos. No entanto, estamos longe do pódio de países que mais consomem álcool.

Afinal, temos que competir com lugares que lidam com condições adversas e que o álcool faz parte da própria estrutura cultural de uma forma mais marcante que é no Brasil.

Uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que a Europa é muito boa em beber álcool. Isso porque, dos 10 primeiros países que mais consomem a substância por ano, todos são europeus. Vale destacar que a ligação entre o alto consumo de álcool e as temperaturas baixas é direta.

Então, depois dessa lista de 10 países que mais bebem, outros países como Austrália e Canadá conseguem um lugar no ranking.

Países que mais bebem álcool

Foto: Reprodução

Em média, cada pessoa bebe 6,2 litros de álcool puro por ano. No entanto, apenas 38,3% da população faz parte dessa estatística. Logo, isso significa que poucos bebem muitas bebidas alcoólicas.

Portanto, no caso das pessoas que bebem, elas estão consumindo 17 litros por ano, em média. Dessa forma, o estudo da OMS alerta para o alto consumo, que provoca 3,3 milhões de mortes todos os anos ao redor do mundo.

Além disso, 200 doenças estão relacionadas ao consumo do álcool em excesso. Por exemplo, o uso excessivo e prolongado do álcool pode irritar a mucosa estomacal, o que causa a gastrite.

Outras consequências possíveis, e ainda mais graves, são o aumento da pressão arterial, problemas no coração e pâncreas, hepatite e cirrose. Médicos ligam distúrbios do sistema nervoso, como desatenção e tremedeira ao consumo excessivo de álcool.

Assim, um dos principais órgãos afetados pela prática é o fígado, que é onde se armazena o glicogênio. Logo, essa é a reserva de glicose, que oferece energia ao organismo e a libera aos poucos para a corrente sanguínea.

Quando na presença do álcool, a síntese de glicose a partir das proteínas musculares, o que acontece em jejum, é bloqueada por conta do etanol. Dessa forma, justifica-se o fato de que beber em jejum causa efeitos mais fortes e mais rápidos no organismo. Ao longo do tempo, o consumo pode causar a cirrose hepática.

Portanto, se for da sua vontade beber, certifique-se de que esteja bem alimentado e hidratado antes, durante e depois. Além disso, evite beber de forma excessiva e não se esqueça de não dirigir!

10 – Eslováquia

O consumo per capita anual da Eslováquia é de 13 litros de álcool. A cerveja representa 30,1%; vinho, 18,3%; destilados, 46,2%, e outros, 5,5%

9 – Chéquia

O consumo per capita anual da Chéquia é de 13 litros de álcool. A cerveja representa 53,5%; vinho, 20,5%; destilados, 26%, e outros, 0%

8 – Hungria

O consumo per capita anual da Hungria é de 13,3 litros de álcool. Com isso, a cerveja representa 36,3%; vinho, 29,4%; destilados, 34,3%, e outros, 0%

7 – Andorra

O consumo per capita anual da Andorra é de 13,9 litros de álcool. A cerveja representa 34,6%; vinho, 45,3%; destilados, 20,1%, e outros, 0%.

6 – Ucrânia

O consumo per capita anual da Ucrânia é de 13,8 litros de álcool. A cerveja representa 40,5%; vinho, 9%; destilados, 48%, e outros, 2,6%.

5 – Romênia

O consumo per capita anual da Andorra é de 14,4 litros de álcool. A cerveja representa 50%; vinho, 28,9%; destilados, 21,1%, e outros, 0%.

4 – Rússia

O consumo per capita anual da Rússia é de 15,1 litros de álcool. A cerveja representa 37,6%; vinho, 11,4%; destilados, 51%, e outros, 0%.

3 – Lituânia

O consumo per capita anual da Lituânia é de 15,4 litros de álcool. A cerveja representa 46,5%; vinho, 7,8%; destilados, 34,1%, e outros, 11,6%.

2 – Moldávia

O consumo per capita anual da Moldávia é de 16,8 litros de álcool. A cerveja representa 30,4%; vinho, 5,1%; destilados, 64,5%, e outros, 0%.

1 – Bielorússia

O consumo per capita anual da Bielorússia é de 17,5 litros de álcool. A cerveja representa 17,3%; vinho, 5,2%; destilados, 46,6%, e outros, 30,9%.

Fonte: Super Interessante

Lição de moral: trabalhador dispensa cliente após ser desrespeitado

Artigo anterior

Adriana Lima desfila com barrigão para Alexander Wang

Próximo artigo