Entretenimento

Quem é Khaby Lame, o tiktoker mais seguido do mundo?

Khaby Lame
0

O TikTok, é, sem dúvidas, a rede social do momento. Com o crescimento chocante da plataforma de vídeos curtos que já mostrou que veio para revolucionar, também acompanhamos o crescimento de perfis específicos. Um deles é Khaby Lame, que agora pode se chamar de rei do TikTok, sendo o perfil com o maior número de seguidores.

Ele não produz vídeos de dança, como a maior parte dos criadores de conteúdo no TikTok faz. Na verdade, Khaby Lame é um humorista senegalês que se tornou uma estrela na rede social após ficar desempregado.

Morador da Itália, aos 22 anos, Lame ultrapassou a estadunidense que acumulava o maior número de seguidores, Charli D’Amelio, de 18 anos. Agora, são 144,8 milhões de seguidores contra 143 milhões, sendo que a jovem mantinha o título desde novembro de 2020.

O terceiro lugar do pódio de realeza do TikTok é a cantora filipino-americana Bella Poarch, com 90 milhões de seguidores. Então, quem é Khaby Lame?

Khaby Lame

Khaby Lame

Reprodução/Redes Sociais

Khaby mora na Itália e criou o perfil no TikTok depois de ser demitido de uma fábrica. Seus pais aconselharam o jovem a se candidatar a outras vagas, no entanto, Lame decidiu começar a postar vídeos na internet.

Nesse processo, ele encontrou uma forma de matar o tempo durante o isolamento social causado pela pandemia global de Covid-19 que deixou a maior parte do mundo parado em suas casas.

Provavelmente, você já viu um vídeo típico de Khaby Lame em que ele faz uma piada, sem nem usar uma palavra, para apontar o dedo para truques bobos na rede social. Ele basicamente aponta para a ação sem sentido e fica por isso.

@khaby.lame

🤔🤔🤷🏿‍♂️ #learnfromkhaby #learnwithtiktok

♬ suono originale – Khabane lame

@khaby.lame

🤦🏿#learnfromkhaby #learnwithtiktok #imparacontiktok

♬ suono originale – Khabane lame

Por denunciar, em tom de sátira, os absurdos da internet, o New York Times chamou Khaby de “o homem comum da internet”. Dessa maneira, suas produções, até as recentes, após conquistar milhões de seguidores, não são altamente elaboradas e nem requerem grande investimento. O humorista quase sempre filma no próprio quarto ou sala, sem nem usar iluminação profissional.

“É meu rosto e minhas expressões que fazem as pessoas rirem. […] É como uma linguagem global”, disse ele ao NY Times. Além disso, Lame foge da curva das redes sociais por não fazer parte dos bandos de criadores de conteúdo que frequentam até laboratórios de treinamento. Ele também não recorreu às famosas dancinhas de 15 segundos que fizeram milhares de perfis bombarem.

Inclusive, descobriu-se que Lame nem possui cidadania italiana, apesar de morar no país desde o primeiro ano de vida. Portanto, com o estrelato, ele planeja conseguir a cidadania e conquistar o sonho de comprar uma casa para a mãe.

Mulheres de presos viralizam no Tiktok

@abencoada011

De 011🔁014 ❤️ Te amo amor!!! #mulherdepreso🔓🕊👫💍 #soltaopresoseujuiz #liberdadevaicantar #fypシ゚viral #fyp #cunhadasdosistema #fypage #fyp #pjl #diadevisita #liberdade #fy

♬ som original – 🌼 Letícia Nascimento

No TikTok brasileiro, um segmento que vem ganhando seguidores é o universo das “cunhadas”. Essas são as mulheres de presos, que mostram o dia a dia de como é ter um parceiro atrás das grades.

Desse modo, seus conteúdos mostram o visual para o dia que vão visitar o maridão ou o namorado que está na prisão, preparação do jumbo e também relatos das cartas que recebem. Letícia Nascimento, de 27 anos, é uma dessas mulheres, com mais de 100 mil seguidores no TikTok.

Dessa forma, os vídeos podem ter trilhas sonoras de funk como “Casa de Pedra”, do MC Bobô, que diz “uma etapa lá no sofrimento, só sabe mesmo quem passou lá dentro”. Além disso, elas postam os vídeos com as hashtags #LiberaOPresoSeuJuiz, #CantaLiberdade, # MulherDePreso e #AmorAtrásDasGrades.

Mesmo atrás das grades, seus parceiros sabem do conteúdo que elas postam e apoiam, achando engraçado ou enxergando até a possibilidade de começar uma carreira de influenciadora digital. Isso porque alguns perfis do TikTok conseguem parcerias com marcas de maquiagem, serviços de beleza, entre outros.

Assim, a maior parte dessas mulheres é responsável financeiramente pelos processos dos companheiros e pelos jumbos, que são a cesta de produtos autorizados pela administração penitenciária que a família envia aos presos.

Fonte: R7

Conheça Brandon Lee, o impostor de 30 anos que fingia ser estudante “exemplar”

Artigo anterior

Família que viajou pelo mundo durante 22 anos em um carro de 1928

Próximo artigo

Comentários

Comentários não permitido