• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Supergravidade, a nova teoria que ganhou o ''Oscar da ciência''

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      12/08/19 às 16h23

Tudo mundo sabe o que é a gravidade. Mas será que todo mundo já ouviu falar sobre a teoria da supergravidade? Embora ela tenha surgido há mais de 40 anos atrás, nunca se falou tanto sobre ela como ultimamente. Isso porque três físicos ganharam um dos prêmios de maior prestígio na ciência, devido ao seu trabalho sobre a Supergravidade. Essa teoria inusitada une todas as forças conhecidas da natureza, em um mesmo modelo teórico.

A supergravidade se mostra como uma solução para uns dos maiores conflitos entre duas das principais teorias da física. A mecânica quântica, que descreve o mundo microscópico dos átomos e partículas, e a relatividade geral de Einstein, que aborda a força da gravidade e o seu poder nas escalas cósmicas.

E essa teoria teve tamanha influência na física, matemática e cosmologia. Tanto que rendeu ao italiano Sergio Ferrara, o americano Daniel Freedman e o holandês Peter van Nieuwenhuizen o Prêmio Especial de Inovação da Física Fundamental, que é tido como o "Oscar da Ciência".

A teoria da supergravidade

A supergravidade é a solução de um problema antigo da física, o chamado Modelo Padrão. "Na natureza, existem quatro forças, a força forte, a força fraca, força eletromagnética e gravidade. O Modelo Padrão a princípio só cabe três delas, mas não a gravidade", explica o físico espanhol, Xabier Cid Vidal.

Uma teoria, unificada para as quatro forças poderia até não ser interessante do ponto de vista teórico. No entanto, seria uma ótima solução. "Na verdade, mesmo Einstein, no final de sua vida, tinha o objetivo de unificar as quatro forças, ao mesmo tempo, mas nunca conseguiu", disse o físico.

Mas junto, Ferrara, Freedman e Van Nieuwenhuizen conseguiram fazer isso. A teoria da supergravidade é uma proposta inovadora, que pode ser explicada com o mesmo modelo matemático das outras forças.

Na verdade, a teoria da supergravidade antecipa a existência de uma partícula chamada "gravitino". Essa partícula poderia ser um dos elementos da misteriosa matéria escura. E como a matéria escura não emite ou absorve luz, fica impossível vê-la diretamente. Mas os cientistas estão certos da sua existência devido aos seus efeitos de causa, já que ela exerce uma atração gravitacional sobre objetos que podemos ver.

Um exemplo claro disso é o efeito visto em galáxias espirais. No caso, elas giram mais rápido do que deveriam se a única matéria existente nelas fosse visível. E embora a existência do gravitino ainda não tenha sido provada em experimentos em colisão, não é como se não fosse possível fazer isso, no futuro, usando aceleradores de partículas mais poderosos.

Oscar da Ciência

Enquanto o tradicional Prêmio Nobel reconhece apenas trabalhos científicos confirmados experimentalmente, Prêmio Especial de Inovação da Física Fundamental premia ideias que tiveram grande influência em determinados campos da ciência. A premiação acontece anualmente, premiando ideias em diversas categorias. Entre elas, a Física Fundamente, Ciências da Vida e Matemática.

O importante prêmio, considerado o Oscar da Ciência, já foi concedido, no passado, ao físico britânico Stephen Hawking e sete outros pesquisadores, por suas contribuições na descoberta do bóson de Higgs.

"Quando pensamos nas grandes obras da imaginação humana, muitas vezes nos referimos à arte, música e literatura, mas algumas das criações mais profundas e belas são as da ciência", disse Yuri Milner, um dos fundadores da premiação. "A supergravidade inspirou os físicos durante décadas e poderia conter verdades profundas sobre a natureza da realidade".

Próxima Matéria
Via   BBC  
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+