Curiosidades

Terríveis tempestades que acontecem uma vez por século podem virar anuais em breve

0

A Terra já tem seu longo período de existência e já passou por várias mudanças. Umas delas, que os pesquisadores consideram uma das mais drásticas, é a mudança climática. Isso vem afetando o mundo de várias maneiras diferentes e talvez caminhe para um ponto onde se torne cada vez mais difícil a nossa existência.

Um dos pontos críticos que será afetado por essas mudanças é a elevação do nível do mar. Mesmo que a humanidade consiga limitar o aquecimento global em menos de 2° Celcius, como foi assinado no Acordo do Clima de Paris, em 2100 várias regiões costeiras poderão enfrentar ameaças ao nível do mar que acontecem uma vez por século. Algumas delas são tempestades, marés altas e ondas bem ameaçadoras. Essas ameaças podem ser enfrentadas, pelo menos, uma vez por ano.

Isso representa um aumento de 100 vezes nas inundações costeiras. E isso é se a humanidade tiver sorte, como mostram os novos modelos globais. Se o ser humano não fizer nada para mudar o seu comportamento, logo menos, o mundo pode passar do 2° C de aquecimento. Nessa temperatura, os cenários do nível do mar irão ficar significativamente piores.

Eventos

Tempestades1, Fatos Desconhecidos

De acordo com as projeções mais recentes, para mais de sete mil lugares costeiros ao redor do mundo, pelo menos metade, irá ser afetado todos os anos com os eventos ao nível do mar com um aquecimento de 1,5° Celsius. Se esse aquecimento chegar a 2°, outros 14% terão o mesmo destino em 2100.

As probabilidades mostram que alguns lugares irão sofrer esses efeitos ainda mais cedo. Com um aquecimento de 1,5° C, por exemplo, alguns lugares costeiros poderão experimentar um aumento de 100 vezes nos eventos extremos do nível do mar em 2070.

“Isso é absolutamente verdadeiro para lugares nos trópicos, como o Havaí e o Caribe, bem como a metade sul da costa do Pacífico da América do Norte, todos os quais parecem particularmente vulneráveis ​​à elevação do mar”, disseram os pesquisadores.

Projeções

Tempestades2, Fatos Desconhecidos

Conforme mais gelo do mar vai derretendo, partes da costa do Mediterrâneo e da Península Arábica também podem se tornar pontos críticos para atividades extremas ao nível do mar.

“Os trópicos parecem mais sensíveis do que as altas latitudes do norte, onde alguns locais não veem essa mudança de frequência mesmo para os níveis mais altos de aquecimento global”, pontuaram,

Esses resultados vão de encontro com as projeções mais recentes do nível do mar. Isso sugere que a humanidade em subestimado, de maneira  bem séria, a ascensão dos oceanos nas regiões mais baixas.

Um estudo feito esse ano descobriu que o aumento do nível do mar está afetando áreas costeiras quatro vezes mais rápido do que se pensava. Os erros de cálculos das projeções tem a ver com as incertezas relacionadas ao aumento projetado do nível do mar e como isso irá afetar o mundo todo. Para esses cálculos existem muitas variáveis a serem incluídas.

Estudo

Tempestades3, Fatos Desconhecidos

Então, nesse novo estudo os pesquisadores usaram os valores medianos para todos os seis cenários de aquecimento até 2100. Ao final, eles vira que 43% de todos os lugares costeiros estudados irão experimentar eventos extremos ao nível do mar anualmente. Isso, mesmo que o aquecimento global fique abaixo  de 1,5° C.

Além disso, eles também viram que várias dessas regiões irão sofrer os efeitos antes do fim do século. Possivelmente já em 2070.

O estudo também destaca que ainda é preciso mais pesquisas para se conseguir refinar os modelos do nível do mar. Para assim saber onde os piores efeitos irão acontecer primeiro.

“Nossas descobertas têm implicações políticas e práticas importantes, pois destacam que mesmo se as metas do Acordo de Paris forem alcançadas, eventos extremos potencialmente propícios a inundações costeiras serão experimentados em frequências sem precedentes em muitas partes das costas do mundo”, concluíram os pesquisadores.

Fonte: https://www.sciencealert.com/once-in-a-century-storms-predicted-to-become-annual-events-scientists-warn

O ser humano consegue mudar o tamanho da pupila quando preciso. Coisa que se pensava impossível

Matéria anterior

7 parcerias de sucesso de cantores brasileiros com artistas gringos

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos